BUSCAR
BUSCAR
Eleições 2020
Reeleita vereadora, Diva quer levar ‘todas as vozes juntas’ para a Câmara de Natal
Negra, mãe e cristã, Divaneide Basílio foi a mulher mais votada nas eleições de 2020 e conquistou segundo mandato na Câmara Municipal de Natal registando marcas históricas
Pedro Trindade
19/11/2020 | 05:29

Um a cada quatro votos para vereadores do Partido dos Trabalhadores (PT) em Natal nas eleições de 2020 foi destinado à Divaneide Basílio – mãe, negra, cristã e moradora da Zona Norte – que buscava a renovação do mandato. Filiada à legenda há 22 anos, a parlamentar foi a mulher mais votada no último domingo 15 (2ª no geral) e fez história ao colocar o PT, pela primeira vez, entre os três vereadores mais votados para Câmara Municipal.

Diva, como também é conhecida, obteve o voto de 5.966 eleitores natalenses. O resultado fez ela registrar outra marca: a maior votação proporcional que o partido já teve em Natal.

“Essa vitória é significativa para as pessoas que represento. Fiz a campanha dizendo que ‘nossas vozes juntas’ fariam a diferença. Sempre olhei para as comunidades com o olhar que busca entender e sugerir melhorias”, comenta a parlamentar, que estreou como vereadora em 2019, após Natália Bonavides renunciar para assumir mandato de deputada federal.

Presente coletivo

Divaneide afirma que os votos recebidos foram “um presente coletivo” e simbolizam “dois anos de trabalho intenso, que refletem a síntese do que fizemos uma vida inteira”.

E declara: “Eu já fazia trabalho nas comunidades, como educadora popular, e essa troca sinergética ecoou na votação, o que me fez vereadora, sem deixar de ser educadora”.

Neste ano, 27 dos 29 vereadores da capital potiguar buscavam a reeleição. Divaneide era uma delas, e foi a mais votada entre os que buscavam a permanência na Casa. Ela é, atualmente, a única parlamentar autodeclarada negra em Natal. Com a renovação da Câmara, o número sobe para três a partir de 2021.

Invisíveis

Na Câmara de Natal, entre vários projetos, ela conseguiu que os portadores de doenças raras, como lúpus e fibromialgia, tivessem acesso a políticas públicas que os protegem.

“A gente foi aprendendo sobre o universo de muitos invisíveis que não tinham espaço na Câmara. Percebemos que poderíamos dar visibilidade para quem tem doença rara ou deficiência, além de desenvolver ações que combatam a violência doméstica, estimule a autonomia feminina e promovam emprego e renda”, destaca.

Próximo mandato

Para os próximos quatro anos, Divaneide pretende colocar em prática o que a população lhe apresentou como demandas, além de dar continuidade aos projetos que já estão em andamento, como a Lei de Agricultura Urbana e Periurbana de Natal, aprovada em 2019, que garante recursos para a criação do programa Horta nas Escolas, visando a educação ambiental e o reforço da merenda escolar dos alunos da rede municipal.

“Natal precisa valorizar suas áreas verdes e seu potencial agroecológico. É preciso potencializar a agricultura urbana e os quintais produtivos que existem em nossa cidade e podem ser uma estratégia tanto de geração de emprego e renda quanto de alimentação saudável”, pontua.

Campanha com cuidados

Divaneide defende o acesso gratuito dos nataleneses às futuras vacinas contra Covid-19. Ciente dos agravamentos que a doença causada pelo novo coronavírus pode ocasionar na saúde das pessoas, a vereadora realizou a campanha eleitoral respeitando protocolos recomendados pelas autoridades sanitárias a fim de evitar o contágio pelo vírus.

“Nesse ano tão adverso, fizemos a campanha seguindo as regras. Tínhamos dúvidas de como ia ser. Por isso, usávamos máscara e álcool em gel, buscando cuidar das pessoas e pensando em cobrar a vacina. Percebemos que, apesar do momento, muita gente continua acreditando em sonhos”, revela.

Além da pandemia, a vereadora destaca que a eleição de 2020 foi marcada pelo número de adversários: 736.

“Ser a segunda mais votada, apesar de tantos candidatos, mostra que eu não posso errar. Eu tenho que seguir firme, tenho que plantar as sementes da esperança. Por isso, a gente vai à luta para dar atenção aos invisíveis e cultivar árvores boas e lindas”, diz.

PT mantém cadeiras na CMN

Brisa Bracchi, de 22 anos, também foi eleita pelo PT, o que a torna a vereadora mais jovem da legislatura 2021-2024 da Câmara Municipal de Natal. “Estamos trazendo uma pessoa muito qualificada, uma jovem que tem atuação nos movimentos feminista, estudantil e LGBT”, ressalta Divaneide, que é presidente do PT em Natal, sobre a novata.

Além delas, Daniel Valença foi anunciado pela Justiça Eleitoral como o terceiro eleito da legenda. Ele, contudo, ficará na 1ª suplência porque dois candidatos do PTB regularizaram pendências no registro da candidatura e forçarão nova totalização dos votos. O PT ficará apenas com 2 vagas.
Apesar disso, Divaneide acredita que o resultado das urnas foi positivo. “A gente lamenta a perda da 3ª cadeira do Daniel, mas sairemos fortes dessa experiência”, esclarece.

A vereadora afirma que os processos da Justiça Eleitoral devem ser seguidos e que os resultados apresentados pelas instituições que regem a democracia devem ser respeitados. “Somos um partido que defende as regras. O nosso plano de mudar o mundo passa por essas situações, mas não desanimamos.

A nossa bancada foi muito bem votada. Os candidatos, entre si, estavam em condições muito próximas um do outro. Os resultados são parecidos”, explica.

Vereadora avalia reeleição de Álvaro

A vereadora acredita que a reeleição de Álvaro Dias (PSDB) em 1º turno se deve à falta de debates entre os candidatos durante o período de campanha eleitoral. Somado a esse fator, as pesquisas, que mostravam o candidato do PT, Senador Jean, abaixo dos 5% das intenções de votos, contribuíram para vitória do tucano, segundo análise de Divaneide. “Isso dificultou um 2º turno, que permitiria um debate, fazendo as pessoas conhecerem melhor os candidatos”, reflete.

VOTO ÚTIL

Ela analisa que muitos eleitores recorrem ao que classifica como “voto útil”, destinado aos candidatos que têm mais chances de vencer as eleições.
Por isso, “se as pesquisas mostrassem Jean com 15%, hoje ele estaria no 2º turno”. “Isso deixa uma angústia, mas deixa uma semente. Agora temos que correr atrás, e discutir os projetos que ele deixou para Natal, como o passe livre, a licitação do transporte público e a aquisição de ônibus elétricos”, afirma a parlamentar.

Divaneide reforça que as propostas apresentadas pelos candidatos não eleitos devem ser discutidas, analisadas e, se for para o bem comum da sociedade, aplicadas, já que as ações de melhorias são para Natal e não para uma gestão.

“Eu vou apresentar as propostas de Jean para Álvaro, para Câmara e para cidade, porque elas beneficiam a população. E eu estou muito animada para melhorar Natal”, finaliza

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.