BUSCAR
BUSCAR
Literatura
Os medos não fazem sentido: jovem lança produção literária na pandemia
Gabriela Cavalcante, de 22 anos, encarou o desafio de escrever o primeiro livro com outras cinco jovens de diferentes estados para incentivar a produção autoral
Nathallya Macedo
17/09/2020 | 05:26

Um dos artistas mais influentes do século 19, o holandês Van Gogh começou a pintar relativamente tarde: entre 27 e 28 anos. Mas quando deu a largada, não parou mais e produziu quase 900 quadros. Norteada pelo desejo de criar obras originais e pela vontade de seguir carreira como escritora, a jovem Gabriela Cavalcante, 22, está prestes a realizar um sonho de infância. Ela lança nesta quinta-feira 17 o primeiro (de muitos) livro intitulado “Os medos não fazem sentido”.   

Filha de pai militar, Gabriela nasceu no Rio Grande do Sul e precisou mudar de estado várias vezes ao longo da vida. Morou no Rio de Janeiro e no Pará até aterrissar em terras potiguares em 2015. Ela cursou jornalismo na UFRN por causa do amor pela literatura. “Gosto de ler e escrever desde criança, mas sempre tive bloqueios para realmente colocar a ideia em prática. Faltavam incentivos, além de coragem”, contou ao Agora RN.  

Em contrapartida, as constantes mudanças foram fontes de inspiração para a jovem. “Morar em lugares diferentes trazia a sensação de iniciar novas fases frequentemente. Pude conhecer diferentes pessoas e costumes que me agregaram percepções inéditas. Em alguns momentos, no entanto, senti que eu não conseguia me encaixar nos espaços que ocupava”, relembrou.  

Foi quando, recém-formada e cheia de questionamentos, Gabriela encontrou outras cinco mulheres amantes da escrita no meio da pandemia da Covid-19. O grupo participou de uma mentoria online promovida por Laura Conrado. “Ela é uma das nossas escritoras favoritas e estava oferecendo as aulas em lives. Começamos a conversar e nos conectamos de imediato”.  

As seis transformaram as incertezas internas em contos sobre superação, resultando no ebook conjunto. Cada autora usou uma analogia para contar uma história. Abrindo o livro, “E se tudo der certo?”, de Bruna Oliveira (MG), traz a insegurança e o temor de não ser boa o suficiente. Joyce Conde (SP), com “Um girassol, algumas cervejas e as estrelas de testemunhas” narra o receio de ser julgada.  

Já no conto “Devaneios”, Natália Gonçalves (SP) externa o fantasma da solidão. “Dia de desapego”, de Ana Carol Veloso (RJ), encara com humor o medo de ter ficado para trás com a passagem do tempo. Em “O banco do motorista”, Gabriela propões um diálogo acerca das próprias decisões. Por fim, Mariana Pfingstag (RS), com “Eleva(dor)”, dá um tom divertido ao pavor de se sentir presa em um sentimento ruim.  

A obra tem prefácio da mentora Laura Conrado e, ainda na pré-venda, teve mais de 130 exemplares comprados na plataforma Amazon. Com o preço de R$ 1,99, o ebook será lançado em uma live no YouTube hoje, às 20h20 (youtube.com/laurinhaconrado).   

Futuro

Interessada pelo gênero coming of age – traduzido para amadurecimento – e por narrativas de evolução, a jornalista pretende continuar a retratar o processo de crescimento pessoal e profissional em palavras combinadas e pensadas para motivar. “Aprendi que ninguém precisa esperar ser descoberto por uma editora. Podemos conversar diretamente com os leitores, mas é necessário uma dose de ânimo e um ato de bravura para entrar na jornada. Quando temos a iniciativa para o pontapé inicial, o resto flui naturalmente”. Assim como Van Gogh ditou. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.