BUSCAR
BUSCAR
Cuidado
Cachorro engole máscara facial achada na rua e veterinários fazem alerta
Para o hospital, o caso serve para alertar sobre a importância da destinação correta do lixo e para lembrar que a destinação incorreta de resíduos não é prejudicial apenas ao ambiente, mas representa perigo aos animais
Redação/Folha
15/09/2020 | 10:15

Além de elevar o risco de contaminação por Covid-19 e ser tornar um problema ambiental, o descarte irregular de máscaras em meio à pandemia pode representar um risco aos animais. Um cachorro no Reino Unido engoliu uma máscara achada na rua e foi parar no hospital, por isso os veterinários fazem o alerta para os cuidados com os pets e para o descarte correto do lixo em meio a pandemia. As informações são da Folha.

O cachorro Kobe devorou uma máscara durante um passeio e foi parar no hospital. O tutor, preocupado com possíveis danos no trato gastro-intestinal do pet, procurou atendimento veterinário emergencial.

Segundo o Small Animal Hospital, da Universidade de Glasgow (Reino Unido), um raio-X comprovou que a proteção tinha um fio nasal, o que poderia elevar o risco de complicações. No entanto, a equipe avaliou que o objeto era pequeno e optou por induzir o vômito e forçar o animal a expelir a máscara.

Raio-X comprovou que a proteção tinha um fio nasal, o que poderia elevar o risco de complicações. Foto: Reprodução/Facebook
Raio-X comprovou que a proteção tinha um fio nasal, o que poderia elevar o risco de complicações. Foto: Reprodução/Facebook

“Você pode ver pela expressão triste de Kobe que essa não foi uma experiência divertida, mas, felizmente, não houve danos graves no caso dele”, escreveu a unidade ao compartilhar a imagem do cachorro, no dia 5 deste mês.

Para o hospital, o caso serve para alertar sobre a importância da destinação correta do lixo e para lembrar que a destinação incorreta de resíduos não é prejudicial apenas ao ambiente, mas representa perigo aos animais.

Cães são curiosos, gostam de brincar com uma novidade e logo levam objetos à boca. Muitos já precisaram passar por procedimentos para retirada de moedas, elásticos, bolas e até chupetas. Por isso, na rua ou dentro de casa é preciso ficar atento e não deixar ao alcance do pet objetos que possam fazer mal a ele.

*Com informações da Folha

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.