BUSCAR
BUSCAR
Acusação
Veja: Marcos Valério cita Lula como mandante da morte de Celso Daniel
Em depoimento inédito, operador conta que ex-presidente deu aval para pagar chantagista que iria apontá-lo como envolvido no assassinato do prefeito
Veja / O Antagonista
25/10/2019 | 15:00

Reportagem da Veja repercutida pelo portal O Antagonista expôs que o publicitário Marcos Valério disse, em novo depoimento ao Ministério Público de São Paulo, que o empresário Ronan Maria Pinto “iria apontar Lula como mandante da morte de Celso Daniel”, ex-prefeito de Santo André, São Paulo, assassinado em 2002.

No depoimento, obtido pela Veja, Marcos Valério contou que “Professor Luizinho” “lhe confidenciou que Celso Daniel topou pagar com recursos da prefeitura a caravana de Lula pelo país, antes da eleição presidencial de 2002, mas não teria concordado em entregar a administração à ação de quadrilhas e àqueles que visavam ao enriquecimento pessoal”.

Ele disse também que, depois de pagar a chantagem de Ronan Maria Pinto, conversou sobre o assunto com o próprio Lula.

Diz a reportagem:

“O promotor Roberto Wider quis saber de Valério se ele conversou com Lula sobre esse episódio. O empresário disse que sim. ‘Eu virei para o presidente e falei assim: Resolvi, presidente. Ele falou assim: Ótimo, graças a Deus’”.

Valério ainda contou ao promotor que Ronan Maria Pinto, quando exigiu dinheiro para ficar calado, declarou que não ia ‘pagar o pato’ sozinho e que iria citar o presidente Lula como ‘mandante da morte’ do prefeito de Santo André. Nas palavras de Valério, Ronan ia ‘apontá-lo como cabeça da morte de Celso Daniel’”.

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.