BUSCAR
BUSCAR
Vagner Araújo

R$ 400 milhões em jogo: Governo do RN precisa correr contra o tempo para recuperar créditos junto à União

Confira a coluna de Vagner Araújo desta terça-feira 7
Vagner Araújo
07/05/2024 | 07:24

O Estado do Rio Grande do Norte tem a oportunidade de colocar um montante significativo em seus cofres: cerca de R$ 400 milhões em créditos junto à União, provenientes do Fundo de Compensação de Variações Salariais (FCVS). Esses recursos, remanescentes das carteiras habitacionais dos extintos Bandern, BCI (Bandern Crédito Imobiliário), Cohab e IPE (atual Ipern), podem ser convertidos em dinheiro e utilizados para auxiliar no equilíbrio fiscal do Governo e para investir em urgências como a recuperação de estradas, melhorias em hospitais e investimentos nas polícias.

Origem dos créditos

Prédio do Governo do Rio Grande do Norte. Foto: Reprodução.
R$ 400 milhões em jogo: Governo do Rio Grande do Norte precisa correr contra o tempo para recuperar créditos junto à União - Reprodução

Na década de 80, durante a hiperinflação, o governo federal limitou as prestações de financiamentos habitacionais a 1/3 do salário mínimo. Como os custos dos financiamentos superavam esse limite, a União arcou com a diferença, emitindo títulos em favor das instituições financeiras, a serem resgatados posteriormente. Ao longo dos anos, esses títulos se acumularam, e parte deles foi resgatada durante o governo Wilma de Faria, através de leilões. No entanto, a maior parte permaneceu em processo de “novação”, um procedimento moroso junto à Caixa Econômica Federal e ao Tesouro Nacional, que exige do governo estadual um esforço especializado para sua efetivação.

Risco de perda dos recursos

Existe um risco real de o Estado perder esses recursos caso não sejam resgatados pois o FCVS será extinto em 2026, quando os títulos não novados e não recuperados serão peridos definitivamente, conforme normas federais.

Urgência em agir

Diante do quadro de dificuldades financeiras do Estado e da iminente perda dos créditos, é fundamental que o Governo do Rio Grande do Norte tome medidas urgentes, tanto técnicas quanto institucionais. Ações como a preparação das carteiras, a “limpeza” dos cadastros, a apresentação de documentação da época dos financiamentos e um acompanhamento firme em Brasília para agilização da análise dos processos são decisivos para garantir a recuperação desses recursos.

Perda de recursos seria um duro golpe

A perda desses R$ 400 milhões representaria um duro golpe para as finanças do Estado, agravando ainda mais a situação fiscal e limitando as possibilidades de investimento em áreas essenciais.

Mobilização é necessária

É necessário um esforço conjunto do Governo, da bancada federal e da Caixa Econômica para garantir que esses recursos sejam resgatados e utilizados para o bem do Rio Grande do Norte. A mobilização em torno dessa questão é fundamental para evitar que o Estado perca essa importante oportunidade de fortalecer suas finanças e investir em seu futuro.

Região Nordeste atrai R$ 750 bilhões e vai liderar crescimento econômico brasileiro: virada sustentável
Confira o artigo de Vagner Araújo desta terça-feira 14
14/05/2024 às 07:35
Entre o atraso e a esperança: a luta pela duplicação da BR-304
Confira a coluna de Vagner Araujo desta sexta-feira 10
10/05/2024 às 07:35
Mobilização é necessária
Confira a coluna de Vagner Araujo desta terça-feira 7
07/05/2024 às 18:05
Urgência em agir
Confira a coluna de Vagner Araujo desta terça-feira 7
07/05/2024 às 18:00
Risco de perda dos recursos
Confira a coluna de Vagner Araujo desta terça-feira 7
07/05/2024 às 17:28
Origem dos Créditos
Confira a coluna de Vagner Araujo desta terça-feira 7
07/05/2024 às 00:30
Filhos na política: O dilema entre a perpetuação de clãs e o legítimo espírito público
Confira a coluna de Vagner Araújo deste sábado 20
20/04/2024 às 07:57
Educação como motor de mudança: Uma visita inesquecível
Leia a coluna de Vagner Araujo
13/04/2024 às 09:28
Terminal Pesqueiro atrairá indústrias de pescado e embarcações
Confira o artigo de Vagner Araujo desta terça-feira 9
09/04/2024 às 07:52
A diferença entre o voto para prefeito e o voto para vereador
Confira a coluna de Vagner Araujo desta quarta 27
27/03/2024 às 07:56
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.