BUSCAR
BUSCAR
Alteração
Sesap vai passar a testar todos os pacientes com sintomas de Covid-19
Testagem do tipo RT-PCR, que é feita por análise molecular, passa a ser ofertada para as pessoas que apresentarem síndrome gripal do primeiro até o sétimo dia do início dos sintomas no Estado
Redação
23/07/2020 | 23:44

A secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) vai ampliar os critérios de testagem para a Covid-19 no Rio Grande do Norte. A partir desta sexta-feira (24), a testagem do tipo RT-PCR, que é feita por análise molecular, passa a ser ofertada para as pessoas que apresentarem síndrome gripal do primeiro até o sétimo dia do início dos sintomas.

Desde os primeiros registros de casos no Rio Grande do Norte, em março passado, o exame RT-PCR, também chamado de “padrão ouro” – por conta da precisão no resultado –, era ministrado apenas para o pessoal da saúde, segurança, idosos e pessoas com algum problema crônico de saúde (diabetes, pressão alta, doenças autoimunes, entre outras).

O teste RT-PCR identifica o vírus em amostras respiratórias em até sete dias do início dos sintomas, ou seja, quando o vírus está agindo no organismo do paciente. Para que isso possa ser feito, só poderão ser testadas as pessoas apresentam sintomas da doença, sejam leves, moderados ou graves.

“Os grupos elegíveis se desfazem e qualquer pessoa sintomática, com indicação médica, poderá fazer o exame”, afirmou Alessandra Lucchesi, subcoordenadora e Vigilância Epidemiológica da Secretaria Estadual de Saúde. Para ter acesso ao exame, segundo ela, basta que a pessoa sintomática busque atendimento em alguma unidade de saúde.

A mudança no sistema de testagem atende a uma nota técnica do Ministério da Saúde, do dia 25 de junho. A previsão é de que 100% dos casos de síndrome gripal sejam testados para Covid-19. A partir dessa iniciativa, a pasta tem a meta de atingir 24,6 milhões de unidades de exames do tipo RT-PCR para Covid-19 em todo o território brasileiro.

Para o Sistema Único de Saúde, estes exames são feitos são feitos no Laboratório Central de Saúde Pública do Estado (Lacen), localizado na Zona Oeste de Natal, e no laboratório do Instituto de Medicina Tropical, que é ligado à Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)

Até a última quarta-feira (22), segundo dados do Lacen, foram feitos 21.584 exames, com total de 10.152 positivos. O número representa 22% dos 45.184 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus até então. O restante das confirmações provém dos testes sorológicos, os exames rápidos, que avaliam a presença de anticorpos no organismo.

Segundo o diretor do Lacen, Derley Galvão, a unidade aguarda há quatro meses o Ministério da Saúde renove contrato para o fornecimento dos kits de extração automatizada para realização dos exames. Para não atrasar as análises, o Governo do RN se antecipou e fez três compras no valor de R$ 312 mil.

“Há investimento do Ministério da Saúde em centrais analíticas e não há nos Laboratórios Centrais, o que causa problemas de logística. Seria muito mais fácil os municípios enviarem os testes para o Laboratório Central analisar no Estado, do que enviar para o Lacen e os excedentes serem enviados para o Rio de Janeiro, por exemplo, como é a modelagem de hoje. O melhor seria os laboratórios estaduais fazerem diretamente as análises”, encerrou Darley Galvão.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.