BUSCAR
BUSCAR
Confira a coluna “Sal&Pimenta” desta terça-feira 19
Fabrícia Mesquita
19/01/2021 | 11:12

DEFEITOS NO VINHO

Hoje venho aqui pra falar mais um pouco sobre vinho… e às vezes o vinho pode apresentar defeitos que pode ser causado por vários motivos: defeitos na elaboração do vinho, conservação incorreta da garrafa, guardadas em lugares expostos à luz, com trepidações ou variações significativas de temperatura.

Esses defeitos são apresentados com aromas muito desagradáveis. Alguns deles são:

•Cheiro de borracha: odor de resina queimada, advinda de vinhos que tiveram problemas durante a fase de redução no interior da garrafa, com formação de bissulfureto de carbono. •Cheiro de enxofre: advindos da adição de conservantes ou da ação de leveduras na fermentação.

•Cheiro de rolha: proveniente da rolha de cortiça defeituosa, com mofo. Conhecido como bouchonné, quando alguns profissionais cheiram a rolha antes de servir o vinho: se há mofo na rolha, há mofo no vinho! O descarte do mesmo é a melhor opção.

•Cheiro de ovo podre: odor de sulfureto de hidrogênio. Sentido por conta da presença de compostos de enxofre sob ação de leveduras, que sentem falta de oxigênio ou de nutrientes nitrogenados, durante a vinificação do vinho.

•Cheiro de manteiga rançosa: aparece por causa da oxidação do vinho por conta da ação da luz no líquido ou de calor no mesmo. É mais comum em brancos do que em tintos. •Cheiro de vinagre: é um cheiro relativamente comum em vinhos velhos mal guardados ou com rolhas ressecadas, deixando o oxigênio passar ao líquido.

•Cheiro de esmalte: odor que tem como base o acetato de etila, proveniente da reação do etanol com ácido acético ou produzido por leveduras e bactérias, indicando um erro na elaboração do vinho. Esses são os principais odores de vinhos defeituosos, que contendo devem ser descartados.

CURIOSIDADE

Existe uma vinícola em Mendoza, chamada Belasco de Baquedano, em que há uma sala contendo, em recipientes, 44 aromas de vinho (saudáveis e defeituosos). É uma experiência grandiosa quem tiver a oportunidade de conhecer, para se ter ideia de como esses aromas se apresentam nos vinhos

CAIPIRINHA DE VINHO

INGREDIENTES:

taça de vinho tinto (seco ou suave)

1 colher de sobremesa de açúcar

1 limão Taiti

Muito gelo

MODO DE PREPARO:

Partir o limão em pedaços retirando o miolo (a parte branca que costuma deixar a caipirinha amarga).

Colocar o limão e o açúcar em um copo e macerar.

Adicionar o gelo e mexer até que o copo fique bem gelado.

Adicionar o vinho, mexer e tá pronto pra servir.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.