BUSCAR
BUSCAR
Escrita
Confira a coluna “Desenrolando a Língua” de quinta-feira 18
Prof João Maria Lima
18/02/2021 | 07:53

Frases que denunciam quem fala

Preste atenção no que vou dizer – Atenção se presta melhor ao que se vai dizer, pois atenção se usa com “a” ou “para”. Portanto, atenção aos exemplos: Prestem atenção ao que vou dizer (ou: para o que vou dizer).

Será que ela já se acordou? – Se ela está dormindo, como é que pode acordar-se? Qualquer ser que durma apenas acorda. Será que ela já acordou?

Os alunos confraternizaram-se – Não. Os alunos confraternizaram. Alunos e professores confraternizaram depois da missa. O verbo não é pronominal.

Ela não quis vim – Ela não quis vir. Vim é forma do passado (eu vim aqui ontem); numa locução verbal, o último verbo deve vir no gerúndio ou no infinitivo.

SENÃO X SE NÃO
As duas formas estão corretas, mas são usadas em situações diferentes.
Usamos “Senão” em frases que indicam:
do contrário / de outro modo. Por exemplo:Fala, senão ficarás de castigo.

  • mas sim.
    Por exemplo: Seu cabelo não era nem louro nem preto, senão ruivo.
  • exceto, salvo, a não ser.
    Por exemplo: Todos os alunos, senão Joana, foram aprovados.
  • defeito, falha.
    Por exemplo: Não encontrei nenhum senão em seu trabalho.
    Usamos “Se não” em frases que indicam condição, alternativa, incerteza, dúvida.
    Por exemplo:
    Se não for à festa, avise com antecedência. (condição)
    Havia três crianças brincando, se não quatro. (incerteza)

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.