BUSCAR
BUSCAR
Opinião
Confira a coluna de Daniela Freire desta quarta-feira, 21
Fábio Faria usou as suas redes sociais para corroborar com a declaração do presidente Jair Bolsonaro
Daniela Freire
21/10/2020 | 05:40

Desconfiado

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, usou as suas redes sociais nesta terça-feira 20 para corroborar com a declaração do presidente Jair Bolsonaro e afirmar que em sua casa as vacinas contra o coronavírus, mesmo validadas pela Anvisa e com comprovação científica, “não entram”.

Recado

Segundo Fábio, o governo irá “oferecer a vacinação, de forma segura e gratuita, após comprovação científica e validada pela Anvisa, e sem imposição”. Mas, ele avaliou: “Sabemos que vacinas seguras costumam demandar tempo”. E concluiu: “Na minha casa, não entram!”.
Que recado Fábio passa sobre a Anvisa e sobre a “comprovação científica” com essa frase?

Por quê?

A pergunta é: o ministro de Estado não confia na Anvisa e na “comprovação científica”? Se será validada pela Anvisa, não é segura o suficiente para o ministro e a família se vacinarem? Se não é, por que oferecê-la à população?

Obrigar…

O comentário foi feito pelo potiguar ao abordar a questão vacinação compulsória pela população brasileira, depois que Bolsonaro disse em entrevista que o cidadão não seria obrigado a se vacinar.

Ou não?

“Vivemos em um país democrático, governado por um Presidente que luta pela liberdade do povo. Isso significa que nós, brasileiros, temos o direito de escolha”, escreveu Fábio Faria, que afirmou que “ninguém pode impor vacina”.

Polêmica

A obrigatoriedade ou não da vacinação contra a Covid-19 passou a ser constantemente discutida quando algumas opções surgiram em estudos avançados, inclusive sendo testadas no Brasil. Logo, começaram a surgir cada vez mais grupos que levam fake news a sério defendendo ações antivacinistas.

Pode

O que é fato é que a vacinação pode ser obrigatória, sim. E as falas do ministro Fábio Faria e do presidente Bolsonaro são contrárias à lei nº 13.979/20, proposta pelo Executivo e sancionada pelo próprio presidente. Chamada “Lei do Coronavírus”, ela diz que, na situação atual de pandemia, as autoridades podem obrigar a população a ser vacinada.

Disputa

E vamos aos pormenores da campanha eleitoral… Depois de ouvir do delegado Sérgio Leocádio (PSL) que ele não representa a direita em Natal, Coronel Hélio (PRTB) respondeu em vídeo afirmando que Leocádio é “personagem infiltrado na direita”.

Interna

O desentendimento em si não passa de mais um típico momento de campanha, mas no que se baseia a briga é pertinente. Mostra que há uma disputa dentro da disputa pela Prefeitura do Natal.

Motivo

A corrida é para ver quem consegue angariar o maior número de eleitores bolsonaristas. E cada um que tente provar que tem o apoio do presidente da República. Que, na verdade, avisou logo cedo que não declararia lado na campanha em Natal.

Vantagem

Pode-se dizer, no entanto, que o coronel Hélio Oliveira tem uma vantagem nesse quesito: a participação do deputado federal General Girão (PSL) e do vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) em sua propaganda eleitoral.

Reforço

A presença oficial do vice-presidente e de um deputado federal dos mais aliados a Bolsonaro acaba reforçando a ideia de que o governo federal apoia essa candidatura. Mas não oficialmente.

A lista é grande

E não são apenas Hélio Oliveira e Sérgio Leocádio os candidatos a prefeito que tentam a atrair o eleitorado bolsonarista na capital potiguar. Na mesma linha, há o deputado estadual Coronel Azevedo (PSC) e o próprio Álvaro Dias (PSDB), de forma mais suave, que se alinham ao discurso e ideais de Bolsonaro.

A cada 8 minutos!

Em tempos de declarações absurdas como a do jogador de futebol Robinho a respeito de agressões contra as mulheres, deu no UOL: “Segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, em 2015, o Brasil tinha um estupro a cada 11 minutos. Em 2019, um caso a cada oito minutos”!

Crescendo

O levantamento também mostra que os homicídios dolosos de mulheres e os feminicídios tiveram crescimento no primeiro semestre de 2020 em comparação com o mesmo período do ano passado.

RÁPIDAS

O Procon-SP notificou o Nubank e o Mercado Pago pedindo explicações sobre ocorrência de cadastros das chaves de segurança do Pix sem a solicitação do cliente e também sobre dificuldades de cancelamento. A decisão foi tomada com base em reclamações de consumidores sobre a ocorrência dessas práticas nas duas instituições.

Thais Oyama: Vermífugo de Marcos Pontes é a nova solução mágica de Bolsonaro. Agora, um vermífugo de eficácia tão comprovada quanto a cloroquina está prestes a ganhar o coração do presidente. O remédio defendido por Marcos Pontes foi apresentado em cerimônia no Palácio do Planalto com cuidados à altura de seus até agora desconhecidos méritos.

Ministério da Saúde fecha acordo com Governo de SP para compra de 46 milhões de doses da Coronavac: “Lote de vacina chinesa deve sair ao custo de R$ 14,5 bilhões. Bruno Covas diz que vacinação não precisará ser obrigatória na capital paulista”.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.