BUSCAR
BUSCAR
Opinião
Confira a coluna de Daniela Freire desta quarta-feira 2

02/12/2020 | 06:21

Comemorando
O ministro das Comunicações Fábio Faria comemorou ontem que após 700 dias de governo Bolsonaro não houve até agora “nenhuma denúncia de corrupção”. “Nem dá para falar de tudo que o governo está fazendo em um único post, mas só esse legado de um governo honesto e comprometido a história irá reconhecer”, escreveu ele em seu Instagram.

Antecipado
Mas a publicação do ministro potiguar não é tão honesta assim. Já que a gestão bolsonarista acumula ao menos sete casos envolvendo a suspeita de crimes de colarinho branco ou improbidade administrativa. E o pior: relacionados ao próprio presidente e a seus auxiliares no Executivo e no Congresso, segundo levantamento feito pelo UOL.

Muitos crimes
Esses sete casos citados são apenas aqueles que já resultaram em inquérito policial, acusação formal do Ministério Público ou condenação. E como também não caberia citar todos com detalhes apenas neste espaço, vamos a alguns exemplos…

Investigados
Quem não se lembra do caso do laranjal envolvendo Marcelo Álvaro, ministro do Turismo? O MP o acusa de desvios de verbas eleitorais. O ex-ministro da Casa Civil e hoje ministro da Cidadania Onix Lorenzoni é investigado pelo crime de caixa2. E ele já confessou.

Condenado
Ricardo Sales, do Meio Ambiente, tem condenação em primeira instância por improbidade administrativa. O julgamento continua em segunda instância. E o próprio presidente Bolsonaro responde inquérito da PF e é investigado pelos crimes de corrupção passiva, falsidade ideológica, obstrução de justiça e por aí vai…

Ao redor
Como se não bastassem casos dentro do Executivo, o líder do governo Bolsonaro na Câmara dos Deputados, Ricardo Barros, responde por crime de corrupção e lavagem de dinheiro. E os filhos do presidente, hein?! São investigados Flávio Bolsonaro e Carlos Bolsonaro. Vale lembrar ainda do sumido Fabrício Queiroz…

Calma nessa hora
Fábio tem razão quando diz que – até o momento – não há suspeitas de corrupção no governo federal de Bolsonaro. Mas o presidente e gente forte de seu governo ainda estão sendo investigados.

Lema
O auxiliar da comunicação parece que copia os passos do chefe, que, como disse reportagem do El País Brasil, no início deste ano, “inaugura no Planalto a arte de ignorar solenemente investigações ou denúncias de má conduta contra seus assessores”.

Será que ele volta?
Com a boa atuação do DEM nas eleições municipais desse ano surge uma dúvida com gosto de expectativa. Será que o ex-senador José Agripino e o seu filho ex-deputado federal Felipe Maia se arriscariam numa nova tentativa de eleição em 2022 no RN caso o cenário nacional de fortalecimento do ‘centrão’ se consolide? Vale lembrar que Agripino foi até 2018 – e por muito tempo – uma das maiores lideranças políticas do País.

Mérito
Quinze personalidades que se destacaram em diferentes setores da economia potiguar, contribuindo para o desenvolvimento do Estado, serão homenageados no próximo dia 4 de dezembro, no auditório da Fiern, com a Medalha do Mérito Potiguar de Desenvolvimento Econômico de 2020.

Nomes de peso
Entre eles, estão a ex-reitora da UFRN, Ângela Paiva, o secretário de Tributação do RN, Carlos Eduardo Xavier, Manoel Etelvino, do Nordestão, e a jovem empresária Clara Bezerra Medeiros, do Restaurante Camarões.

Cenário
Infelizmente, a ONU prevê que a crise humanitária se aprofundará no próximo ano e deverá atingir 235 milhões de pessoas. Já há uma operação de resgate da organização, de US$ 35 bilhões, para socorrer populações em situações de vulnerabilidade em países como Síria, Venezuela, Paquistão, Haiti…

Na lista
“Conflitos, mudanças climáticas e a covid-19 geraram o maior desafio humanitário desde a Segunda Guerra Mundial”, alertou o secretário-geral da ONU, Antônio Guterres. No total, 56 países precisarão de ajuda internacional, inclusive o Brasil.

Mega
Com 26 horas de conteúdo, 43 palestras e 30 mil acessos diários o Fórum Negócios superou, mais uma vez, as expectativas, consolidando-se como o maior evento de empreendedorismo do Brasil.

Fórum
Com DNA potiguar, o ‘Rock in Rio’ do Empreendedorismo, como é conhecido, teve toda a sua programação digitalizada pela primeira vez para evitar aglomerações em tempos de pandemia do novo coronavírus. O evento cibernético de negócios ocorreu dias 27 e 28 de novembro.

Rápidas

O Ministério da Saúde já indicou que a vacina da Pfizer está fora do perfil desejado para o país. O grande problema é que a temperatura de conservação de -70ºC inviabilizaria produto da farmacêutica.

“Inacreditável, surreal, sujo”. Foram apenas algumas das reações de jornalistas, pesquisadores e professores após aparecem no relatório que mapeia influenciadores, elaborado por uma empresa contratada pelo governo federal e revelado por Rubens Valente, colunista do UOL, nesta terça (1º).

Segundo a reportagem, a empresa orienta o Ministério da Economia, comandado por Paulo Guedes, sobre como o órgão deveria lidar com um grupo de 81 “formadores de opinião”, considerados influenciadores em redes sociais. Eles são divididos entre “detratores”, “neutros informativos” e os “favoráveis”.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.