BUSCAR
BUSCAR
Opinião
Confira a coluna de Alex Viana desta sexta, 23
Dinheiro arrecadado do Refis será aplicado integralmente no pagamento de salários dos servidores.
Alex Viana
23/10/2020 | 05:38

DESTINO DEFINIDO

O dinheiro que o Governo do Estado pretende arrecadar com o Refis iniciado esta semana, cerca de R$ 30 milhões, já tem endereço certo. A governadora Fátima Bezerra determinou à equipe econômica que aplique o dinheiro integralmente no pagamento de salários dos servidores.

DUPLO ALVO I

O professor universitário Robério Paulino (PSOL) está tendo de dividir as atenções. De um lado, vive a expectativa de assumir um mandato na Assembleia Legislativa, após a cassação do deputado estadual Sandro Pimentel, seu colega de partido. De outro, mantém sua candidatura para vereador de Natal.

DUPLO ALVO II

Pelo sim, pelo não, enquanto não se define a posse na Assembleia, Robério continua pedindo voto para chegar à Câmara Municipal. “Não podemos paralisar nossa campanha de vereador até que esteja confirmada a possibilidade de chegar à ALRN”, afirma o professor.

DIREITA RAIZ

Os candidatos a prefeito Coronel Hélio (PRTB) e Sérgio Leocádio (PSL) travam pelas redes sociais uma intensa disputa pelo eleitorado bolsonarista e de direita em Natal. Em mais um capítulo da batalha, ontem, Coronel Hélio lançou uma nova provocação. Ao mostrar que o adversário já recebeu R$ 350 mil do fundo eleitoral, Hélio afirmou que Leocádio integra a “velha política”.

FUNDO ELEITORAL

Aliás, apenas 4 dos 13 candidatos a prefeito de Natal não receberam até agora recursos do fundo eleitoral. Além de Coronel Hélio, também não tiveram as candidaturas irrigadas com recursos públicos os candidatos Afrânio Miranda (Podemos), Carlos Alberto Medeiros (PV) e Kelps Lima (Solidariedade).

PRIORIDADE TOTAL

Em entrevista à Rádio Cidade, o prefeito de Natal, Álvaro Dias (PSDB), culpou a pandemia pela não publicação até agora do novo edital da licitação do transporte público municipal. Prometeu “total prioridade” para o assunto no ano que vem, caso seja reeleito. Acontece que o processo se arrasta desde o ano passado, quando ainda não tinha coronavírus.

CLAMOR POPULAR

O senador Styvenson Valentim (Podemos) quer que o novo ministro do STF Kassio Nunes Marques “agrade” a população em suas decisões. Este, porém, não é o papel de um integrante da Suprema Corte. Os ministros devem ser obedientes à Constituição, e não ao clamor popular. É regra básica do Direito. Quem pode modificar leis e até a Constituição é o Parlamento, formado por deputados e senadores eleitos pelo povo.

BOA INICIATIVA

O deputado Walter Alves (MDB) apresentou um projeto de lei na Câmara dos Deputados para proibir serviços de saúde de negarem atendimento com base no local de residência do paciente. Pela proposta, o município de Natal, por exemplo, não poderia se recusar a atender um paciente de Parnamirim ou São Gonçalo do Amarante, ou um turista. No projeto, o deputado potiguar ressalta que o SUS é universal e que, se for necessário, que se criem mecanismos para compensar recursos financeiros para municípios/estados que atendem muitos pacientes de fora.

RÁDIO PELO CELULAR

O ministro das Comunicações, o potiguar Fabio Faria, anunciou esta semana que o governo Jair Bolsonaro vai obrigar fabricantes de celular a instalarem sistema para captação de rádio FM em todos os aparelhos. Com isso, será possível ouvir rádio no celular sem delay e sem necessidade de conexão à internet. A medida é uma forma de democratizar e facilitar o acesso dos brasileiros à informação.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.