BUSCAR
BUSCAR
Opinião
Confira a coluna de Alex Viana desta quinta, 29
Brasil é o sétimo país que mais gasta com funcionalismo como proporção do PIB contém incongruências metodológicas e equívocos
Alex Viana
29/10/2020 | 05:38

REAÇÃO DOS SERVIDORES I

O estudo da Confederação Nacional da Indústria (CNI) que apontou nesta semana que o Brasil é o sétimo país que mais gasta com funcionalismo como proporção do PIB contém incongruências metodológicas e equívocos, avalia o Fonacate (Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado).

REAÇÃO DOS SERVIDORES II

A CNI rebate as críticas e diz que usou dados de organismos internacionais respeitados. O Fonacate reúne 34 entidades sindicais das chamadas carreiras típicas de estado, que incluem atividades como policiais civis, militares, federais e rodoviários federais, diplomatas e auditores fiscais.

ISOLAMENTO RÍGIDO

Para conter o avanço da pandemia na Europa, vários países do continente anunciaram que irão aumentar o isolamento para evitar 1 colapso nos hospitais porque os casos de coronavírus têm subido na última semana. Alemanha, França, Itália e Suíça são algumas das nações que tentam conter uma 2ª onda da doença.

AVERIGUAÇÃO ÍNTIMA

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) iniciou nesta quarta-feira 28 o julgamento para decidir se é constitucional a revista íntima em estabelecimentos prisionais. Os ministros também analisam se a prova obtida na averiguação íntima pode ser considerada legal num processo. O relator, ministro Edson Fachin, votou para que o Supremo proíba esse tipo de revista, pois ela fere a dignidade humana e a intimidade.

POPULARIDADE PRESIDENCIAL

Pesquisa PoderData divulgada ontem mostra que o governo do presidente Jair Bolsonaro é aprovado por 48%. O percentual variou 4 pontos percentuais para baixo, no limite da margem de erro, desde o último levantamento, feito 15 dias antes. A administração do chefe do Executivo é desaprovada por 42% dos entrevistados, ante 41% no estudo anterior.

PREJUÍZO NA PETROBRAS

O cenário na indústria do petróleo melhorou, mas não o suficiente para evitar que a Petrobrás registrasse prejuízo de R$ 1,54 bilhão no terceiro trimestre deste ano. De julho a setembro, o preço do petróleo no mercado internacional e a produção da petrolífera estatal subiram.

INQUÉRITO DE BOLSONARO I

Novo relator do inquérito que mira o presidente Jair Bolsonaro, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes pediu à Polícia Federal que preste informações sobre o andamento das apurações, que têm por objetivo esclarecer se Bolsonaro interferiu indevidamente na Polícia Federal.

INQUÉRITO DE BOLSONARO II

O inquérito era supervisionado pelo ministro Celso de Mello, mas passou para Alexandre de Moraes depois da aposentadoria do colega. O sorteio de um novo relator, na semana passada, foi uma iniciativa do presidente do tribunal, Luiz Fux, para evitar que o então indicado para a vaga, Kassio Nunes Marques, agora ministro, assumisse o caso junto aos demais processos que estão no gabinete de Celso de Mello.

PARTICIPAÇÃO DISCRETA

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira que gostaria de ter mais participação nas eleições municipais deste ano e que, “discretamente”, começará a atuar nas campanhas. Ao comentar o apoio ao candidato Bruno Engler (PRTB), em Belo Horizonte, o presidente admitiu dificuldades em prestigiar eventos políticos nos municípios.

VACINA OBRIGATÓRIA

O debate político sobre a obrigatoriedade da vacinação contra covid-19 fez com que, na última semana, deputados federais se mobilizassem para protocolar projetos de lei contrários e favoráveis à imunização compulsória contra a Covid-19. O deputado Aécio Neves (PSDB), por exemplo, apresentou um projeto que prevê as mesmas punições sofridas pelos cidadãos que não votam nas eleições (e não justificam a falta) a quem se recusar a tomar a vacina.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.