BUSCAR
BUSCAR
Transporte
“Completamente descabida”, disse secretário de mobilidade sobre paralisações de ônibus em Natal nesta sexta
Segundo sindicato, atos serviram como protesto contra o corte de uma comissão paga aos motoristas que acumulam a função de cobrador
Redação
05/03/2021 | 19:46

Duas paralisações de ônibus foram registradas nas imediações do Viaduto do Baldo, na Cidade Alta, Zona Leste de Natal nesta sexta-feira, 5. Uma pela manhã e outra no período da tarde. Ao Agora RN, Paulo César Medeiros, Secretário de Mobilidade Urbana (STTU), classificou as paralisações como “completamente descabidas”.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários (Sintro), os atos serviram como protesto contra o corte de uma comissão paga aos motoristas que acumulam a função de cobrador. Os rodoviários dizem que os salários pagos nesta sexta vieram sem a gratificação, sem acordo prévio. “Hoje é dia de pagar os funcionários e os empresários não pagaram uma comissão para os trabalhadores que dirigem e cobram nesse trânsito caótico. Hoje eles cortaram a comissão dos trabalhadores”, afirmou Harlei Davidson, diretor de Comunicação do Sintro.

Segundo Harlei, a situação já foi relatada ao secretário municipal de Mobilidade Urbana, Paulo César Medeiros. “A gente entende que há conivência da secretaria”, disse o diretor do sindicato.

Questionado pelo Agora RN, Medeiros disse que a secretaria tem usado estratégias para repensar as linhas e evitar aglomerações e classificou a paralisação como completamente descabida. “Estamos pedindo a compreensão alertando sobre o dano que eles podem causar à saúde pública em Natal. Paralisar o transporte coletivo provocando mais aglomeração é irresponsabilidade”, disse.

Quanto à origem do problema, Medeiros afirmou que em um primeiro momento não pretende judicializar a questão. “Se existe problema de ordem trabalhista, não é conosco. Isso tem que ser resolvido na instância trabalhista, mas não prejudicando a população. “Não é possível que um líder queira parar a cidade em um momento como estes. Estamos fazendo um esforço sobrehumano para evitar aglomerações”, apontou.

Reforço

As manifestações também foram contra as mudanças anunciadas nesta semana para o transporte público. Na quinta-feira 4, a Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU) anunciou que 15 linhas terão reforço de frota nos horários de pico. Esses ônibus serão retirados de horários com baixa circulação de passageiros.

Para o diretor de Comunicação do Sintro, a medida não vai melhorar a situação de superlotação nos transportes. “Estão tirando ônibus de outras linhas, tirando de um para colocar em outro. Os ônibus continuarão lotados”, afirmou.

Posicionamento

O Sindicato das Empresas de Ônibus de Natal (Seturn) disse que não vai se pronunciar sobre as manifestações ocorridas nesta sexta-feira 5.

Já a Secretaria de Mobilidade Urbana da capital potiguar apelou, em nota, para que os motoristas não paralisem as atividades.

“A STTU informa que as medidas anunciadas nesta quinta-feira com relação ao incremento de viagens nos chamados horários de pico do sistema de transporte público não alteram em nada a jornada de trabalho dos operadores do sistema, já que se trata de um remanejamento. A Secretaria espera que o presidente do Sintro tenha a sensibilidade que o momento exige no sentido de não realizar novas paralisações do sistema que causem transtornos e prejuízos para os usuários do sistema”, afirmou a pasta, em nota.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.