BUSCAR
BUSCAR
Coluna
Álvaro já polariza com Fátima Bezerra
Redação
16/06/2020 | 03:05

Está tão confortável a situação do prefeito de Natal, Álvaro Dias, no quesito reeleição – a seis meses do pleito não apareceu nenhum concorrente de peso –, que o tucano já faz campanha para 2022, quando estará em aberto a renovação do cargo de governador do Estado. Ele, caso reeleito prefeito este ano, passaria automaticamente a ser pré-candidato ao Governo.

É o que explica sua última tirada, ontem, pela manhã, quando aproveitou uma ação da prefeitura de desinfecção de ônibus e foi, pessoalmente, ele que é médico, dar orientações sobre combate à Covid-19 aos usuários. “A nossa gestão encara de frente o problema e não mede esforços para proteger a população natalense”, disse ele na hora, em uma rede social.

A frase não poderia ter endereço mais certo: a governadora Fátima Bezerra. Acostada em sua residência desde o início da crise sanitária, a petista tem sido criticada por espaços na mídia simpáticos a Álvaro que questionam a ausência de um hospital de campanha e o fato de Fátima ter permanecido em casa durante a pandemia, o que ocorre devido à idade (65 anos) e à preservação da sua saúde.

Seguindo orientação de seu marketing, Álvaro Dias aproveita do aparente retraimento de Fátima para tentar crescer junto ao eleitorado. “Começamos a semana a todo vapor no combate ao coronavírus. Estamos acompanhando pessoalmente o trabalho de higienização dos ônibus do transporte público e das paradas”, disse o prefeito pré-candidato à reeleição. Pré-candidato a governador também?

Começou

Parece que as instituições responsáveis pela manutenção da democracia, como o Supremo Tribunal Federal, acordaram e resolveram acabar com a brincadeira travestida de baderna dos apoiadores de Bolsonaro. Vêm mais ações garantidoras por aí.

Contraponto

Mas ninguém ache que não haverá reações. A nota de militares contrapondo-se ao STF ontem também foi forte e sinalizadora de que há, no meio militar, quem apoie o presidente em caso de necessidade.

Legislativo

Está em poder da Câmara Municipal de Parnamirim definir se o ex-prefeito Maurício Marques poderá ser candidato ou não contra Rosano Taveira. Vereadores parnamirinenses votam nesta quarta as contas do ex-prefeito. Se houver reprovação, Maurício fica inelegível e só poderá concorrer sub judice, o que enfraquece sua postulação.

Gerenciamento

Por falar em Parnamirim, Rosano Taveira tem enfrentado agora a pior crise desde que assumiu o poder. Tudo que o gestor construiu de positivo está se desfazendo na pandemia diante da incompetência gerencial.

Sem verba

Presidente do Podemos, o senador Styvenson Valentim já deixou claro: não haverá verba de fundo eleitoral para candidatos do partido, a qual será devolvida integralmente. Vários prefeitos e vereadores estão deixando a legenda e migrando para siglas mais amigáveis.

Dança das cadeiras

Com a nomeação de Fábio Faria para o Ministério das Comunicações, a dança das cadeiras na Câmara Federal deverá beneficiar uma aliada da governadora Fátima Bezerra, a atual subsecretária de Assistência Social, Karla Veruska (Avante), a 3ª suplente da coligação. Isso porque a primeira suplente, vereadora Carla Dickson (Pros), vai assumir o mandato por apenas sete meses, uma vez que teria decidido disputar a reeleição para vereadora de Natal. O segundo suplente é o ministro Rogério Marinho, que poderá abdicar de assumir para permanecer no ministério.

Novo vereador

Com sete meses de mandato, assumirá vaga de Carla Dickson na Câmara Municipal de Natal César de Adão Eridan, filho do ex-vereador que foi candidato em 2016 e ficou na suplência.

Pobreza

Em Natal, o candidato a prefeito pelo Podemos, empresário Afrânio Miranda, já enfrenta dificuldades por conta da postura do presidente do partido, o senador Styvenson Valentim. Dono da Miranda Computação junto com os irmãos, Afrânio já disse que não tira dinheiro do bolso para fazer campanha.

Saindo da toca

Mergulhado até o último sábado, o ex-governador Robinson Faria saiu da toca atirando com força na sucessora, Fátima Bezerra. “O Rio Grande do Norte tem a pior gestão do País no combate ao coronavírus”, afirmou.

De pavão a avestruz

Quem também se posicionou contra Fátima foi o candidato derrotado por ela no segundo turno da eleição passada, o ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves. Para o ex-prefeito, depois de se pavonear em críticas ao presidente da República, Fátima adotou postura de avestruz em relação à compra dos respiradores pelo Consórcio Nordeste.

TCE de pé

O Tribunal de Contas de Pernambuco mandou a Secretaria de Saúde do estado devolver ao erário R$ 13,6 milhões referentes à compra de 110 ventiladores pulmonares comprados, mas nunca entregues. Se a moda pega…

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.