BUSCAR
BUSCAR
Coluna
Adiamento das eleições ganha apoio
Redação
30/06/2020 | 03:05

Antes resistente a adiar as eleições, um dos principais líderes do Centrão, o presidente do Republicanos, deputado Marcos Pereira (SP), afirma ter mudado de posição. Segundo ele, após conversar com médicos e com o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, ele se convenceu de que levar a votação nos mais de 5 mil municípios do País de outubro para novembro é o melhor a se fazer neste momento.

A mudança de postura de Pereira ocorre logo após os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), discutirem contrapartidas para que o adiamento seja aprovado. Entre elas, a prorrogação do auxílio financeiro a prefeitos durante a pandemia do coronavírus – mais R$ 5 bilhões – e a retomada da propaganda partidária no rádio e na TV, extinta em 2017. Hoje, só é permitida a propaganda eleitoral.

“A beleza da democracia é a capacidade que temos de convencer e ser convencidos pelo diálogo. Eu fui convencido de que o adiamento das eleições para novembro é a melhor decisão a ser tomada. Estamos construindo esse consenso necessário”, disse Pereira ao jornal O Estado de S. Paulo.

Corte de salários

O programa do Governo Federal que autoriza o corte proporcional de salários e jornadas de trabalho durante a pandemia do novo coronavírus já chegou a mais de 11 milhões de pessoas. De acordo com o Ministério da Economia, a medida será prorrogada para até quatro meses. A medida está valendo desde abril.

Guedes articulador I

O ministro da Economia, Paulo Guedes, entrou em campo na negociação política com os generais Walter Braga Netto (Casa Civil) e Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) para tentar “dar dignidade” ao acordo com os partidos do chamado Centrão em troca de apoio a Jair Bolsonaro no Congresso.

Guedes articulador II

Quem acompanha os bastidores aponta que Paulo Guedes mergulhou no jogo político para convencer os congressistas a encamparem os projetos reformistas da economia pós-pandemia que, segundo ele, trarão de volta o País aos trilhos do crescimento quando a Covid-19 passar.

Verba para a Saúde

A Câmara dos Deputados deve votar, nesta semana, um projeto que destina 5% da arrecadação do governo federal com loterias até o final deste ano ao combate à pandemia. O projeto de lei é de autoria do deputado Alexandre Frota (PSDB-SP). A assessoria técnica da Câmara concluiu que esses 5% correspondem a cerca de R$ 419,7 milhões.

Renda corroída

Sete em cada dez microempreendedores estão ganhando abaixo de U$ 200 por mês no Brasil (R$ 1.088 considerando o dólar de sexta-feira, valor próximo ao salário mínimo, de R$ 1.045). Antes da pandemia do coronavírus, a situação era inversa: oito em cada dez profissionais ganhavam acima desse valor e apenas um tinha renda inferior ao salário mínimo, segundo levantamento feito pela fintech Neon e pelo fundo de venture capital Flourish, com apoio da empresa de pesquisa de impacto 60 Decibels.

Rombo recorde

O auge da pandemia do novo coronavírus fez com que os cofres públicos do Governo Federal voltassem a registrar um rombo recorde no mês passado. As contas do Tesouro, Previdência e Banco Central tiveram um saldo negativo de R$ 126,609 bilhões em maio, o pior resultado primário para qualquer mês na série histórica iniciada em 1997. A equipe econômica já trabalha com um déficit de mais de R$ 800 bilhões em 2020.

Na berlinda

A avaliação é de que a situação do novo ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli, é complicada. A imagem dele ficou “maculada” pelas informações falsas no currículo. Os títulos de doutorado e pós-doutorado estão sob questionamento, assim como há denúncias de que ele plagiou trechos da dissertação de mestrado.

Dinheiro

A falta de crédito para micro e pequenos empresários pode dificultar o processo de recuperação da economia brasileira após a pandemia do novo coronavírus e aumentar o volume de disputas judiciais, segundo avaliação do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e do futuro presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux.

Risco nas prisões

Um levantamento do Conselho Nacional de Justiça revela que mais de 80% das pessoas presas em flagrante durante a pandemia do novo coronavírus ingressaram no sistema prisional sem que a Justiça fosse informada sobre eventuais sintomas de Covid-19 manifestados pelos presos.

Judiciário apático

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou nesta segunda-feira que a harmonia entre os poderes não pode ser confundida com um Judiciário apático. Ele criticou os que não aceitam quando o Judiciário chega ao mesmo patamar dos outros poderes.

Rápidas

Hoje, 30 de junho, é Dia da Mídia Social, Dia Nacional do Bumba Meu Boi e Dia Nacional do Fiscal Federal Agropecuário.

Nesta data, em 1999 – há 30 anos – a economia da Alemanha Ocidental e Alemanha Oriental foram fundidas.

A DAS/UFRN encerra nesta terça campanha de vacinação contra a Influenza para os grupos prioritários. O atendimento acontece das 8h às 11h, na DAS.

A UFRN realiza hoje uma roda de conversa virtual com o tema Ser estudante LBGTI+ na Universidade. O evento começa às 16h30, por meio do Google Meet.

O Sebrae RN organiza live com a temática “Negócios de moda: como deixar sua loja mais atrativa e segura no momento da retomada”. Será hoje, 19h, no YouTube do Sebrae.

Em 1997, há 23 anos, J.K. Rowling, escritora inglesa, lança o primeiro livro da série Harry Potter.

A Escola de Música da UFRN transmite o Festival de Música em Casa. A conversa de hoje será sobre os desafios da ópera no Brasil, com transmissão no Facebook e Instagram do Fimuca.

O Sesc RN publica no seu YouTube, durante esse dia 30, um vídeo sobre problemas infantis associados ao uso excessivo das telas digitais.

A Unidade móvel de Saúde para exames de mamografia está estacionada em Neópolis, na Rua São Miguel dos Caribes. Os exames serão feitos entre 7h30 até 15h, até esta sexta (3).

Em 2002, há 18 anos, morria o mais importante expoente brasileiro do Espiritismo, aos 92 anos, o médium Chico Xavier.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.