BUSCAR
BUSCAR
Editorial
Ciclone da irresponsabilidade
Redação
05/07/2020 | 23:52

Depois de sobrevoar Santa Catarina para ver de perto os estragos do “ciclone bomba” e aterrissar na residência oficial do embaixador norte-americano no Brasil, Todd Chapman, para comemora o dia da independência dos Estados Unidos, 4 de julho, sem máscara, o presidente Bolsonaro é mesmo uma metamorfose ambulante.

Eleito com discurso de modernizar a máquina pública e reduzir os gastos com o alto funcionalismo, e pedir para que os servidores aceitem o congelamento de seus salários por causa da pandemia, ele acaba de abrir espaço para militares da ativa e da reserva engordarem seus vencimentos.

E, num período de horas, por meio de jetons, turbina os ganhos de seus aliados nos conselhos de empresas estatais.

Esses adicionais, como revelou neste final de semana o jornal O Estado de S.Paulo, chegam a R$ 40 mil por pessoa e, somados aos salários, permitem vencimentos superiores ao limite salarial da administração pública.

Os felizardos são 333 civis e 12 militares, dos quais dez da ativa, incluindo aí os ministros Marcos Pontes, da Ciência, Tecnologia e Inovações e Bento Albuquerque, das Minas e Energia, que acumulam vencimentos como integrantes do governo e de conselhos de estatais. Isso, poucos dias após reajustar vencimentos do grosso das Forças Armada ao custo de bilhões por ano.

Com isso, Bolsonaro dá um passo decisivo para se tornar um museu de grandes novidades, tomando a imagem emprestada do saudoso Cazuza. Ou, se quiserem, fazendo tudo igualzinho a dos tempos do PT, quando a máquina de Estado era aparelhada sem a menor cerimônia. Só que, desta vez, é o aparelhamento ideológico oposto.

Com uma nova onda da pandemia à vista, a formidável escalada do governo em favor de sua própria sobrevivência, não dando a mínima para os brasileiros mortos até agora pelo coronavírus, indica o tamanho de um futuro incerto.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.