BUSCAR
BUSCAR
Editorial
Brasil no lucro?
Redação
14/07/2020 | 23:51

Ao buscar o apoio do Centrão na Câmara Federal por necessidade de sobrevivência, o presidente Jair Bolsonaro realizou um casamento complicado, para resgatar uma expressão que ele gosta de usar.

Sabe-se que esse segmento parlamentar nascido com a Nova República tem como característica indelével cobrar caro seus apoios quando os clientes necessitam dele desesperadamente.

E não há ali qualquer senso de dever nem de solidariedade, e muito menos de justiça. Por isso mesmo, o grupo é menos conhecido por suas bandeiras e mais pela característica de se aliar a governos diferentes, independentemente da ideologia.

Por ser amplo e espraiar-se por quase todos os partidos, o Centrão não é nem unido a si mesmo, tendo representantes negociando seus próprios interesses a todo o tempo.

A exemplo do que já aconteceu em outras gestões, as negociações do Centrão envolvem sempre a distribuição de cargos aos partidos, que terão o direito de indicar aliados para as vagas. Essa é a moeda de troca principal, pode-se se dizer assim.

É o número desses parlamentares que barrará qualquer pedido de impeachment de Bolsonaro, caso o presidente da Casa, Rodrigo Maia, resolva aceitar, o que é improvável.

No começo da relação, o Centrão aceita o que vem, mas à medida em que vai se sentido forte, senhor da situação, vai aumentando a frequência e o tamanho de seus pedidos.

Baseado no tremendo erro de cálculo de Bolsonaro, que começou descartando qualquer negociação com os partidos e depois voltou atrás e até para Luciano Bivar já ligou, depois de implodir com o PSL, o presidente chegou ao ponto de abate.

Agora mesmo, o Centrão quer que ele se livre do general Pazuello na Saúde e olha com vivo interesse para o Ministério do Meio Ambiente, onde Ricardo Sales (aquele que queria passar a boiada em meio ao coronavírus) parece derreter-se no cargo diante da pressão de fundos internacionais.

O incrível nessa história é que o Brasil como um todo pode sair no lucro com isso.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.