BUSCAR
BUSCAR
Editorial
A ditadura da mentira
Redação
03/07/2020 | 03:34

O presidente Jair Bolsonaro voltou a aterrorizar o bom senso e a civilidade ao afirmar que pode vetar o projeto de lei de combate às fake news já aprovado no Senado. O PL 2.630/2020, que ainda vai passar pela Câmara, cria a Lei Brasileira de Liberdade, Responsabilidade e Transparência na Internet, com normas para as redes sociais e serviços de mensagem como WhatsApp e Telegram. A intenção é evitar notícias falsas que possam causar danos individuais ou coletivos e à democracia.

Depois de ter sido forçado a apagar uma série de vídeos e fotos faltas em seus perfis na internet, Bolsonaro deixa claro a importância que têm em sua vida pública e política as fake news.

Embora nada possa desabilitar a maioria folgada de 10 milhões de votos obtidas pelo presidente no pleito, a reação de Bolsonaro ao projeto aprovado no Senado apenas ratifica o erro de quem confunde liberdade de expressão com crime.

A democracia se resume à famosa frase de que a liberdade de um termina quando começa a liberdade do outro. Externar opiniões livremente jamais será crime enquanto não embutir em si a mentira, a difamação e a intimidação.

O boicote maciço sofrido neste momento, em escala global, pelo Facebook, por parte de grandes empresas, deixa claro o limite com o qual as democracias desejam se pautar.

A ideia de que se pode pregar livremente o extermínio de raças, credos e ideologias nada tem a ver com liberdade de expressão: é pura e simplesmente crime punível com os rigores da lei.

Por que então o presidente Bolsonaro estaria contra?

A velha e boa lógica tem uma boa resposta. Há uma profunda afinidade com o poder de turno com as fake news.

A democracia existe para prezar a liberdade de todos, mas desde que não reflita a delinquência e os abusos inerentes ao autoritarismo.

A história recente do mundo está aí para provar isso.

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.