BUSCAR
BUSCAR
Eleições 2020
Pré-candidato afirma que atual gestão da Prefeitura tem “contratos escusos”
Pré-candidato do PV à Prefeitura do Natal, Carlos Alberto Medeiros cita que problemas na gestão de Álvaro Dias acontecem em vários setores, como transporte público, coleta de lixo, aterro sanitário e compra de insumos hospitalares. Pré-candidato promete “apurar tudo” caso seja eleito prefeito da capital potiguar nas eleições deste ano
Redação
06/08/2020 | 00:14

Uma gestão pública municipal completamente contaminada. É assim que o pré-candidato a prefeito de Natal Carlos Alberto Medeiros (PV) define a atual administração a cargo do prefeito Álvaro Dias (PSDB). “Natal tem graves problemas de gestão: transporte público sem licitação, caixa preta do lixo, aterro sanitário em Ceará-Mirim, compra de insumos para hospitais. São contratos escusos, que nós vamos apurar, todos eles”, afirma.

Tendo por guru político o ex-deputado Henrique Eduardo Alves, investigado e preso por corrupção, considerado um dos chefes da quadrilha que recentemente assaltou o País, Álvaro Dias seria apenas uma marionete nas mãos de Henrique, na visão do professor Carlos Alberto Medeiros.

“Henrique é quem governa Natal através de Álvaro Dias. É ele quem está por trás dos contratos. Henrique está vivíssimo. É ele quem comanda a prefeitura, através de Álvaro Dias”, enfatiza Carlos Alberto Medeiros. Ao fazer a denúncia contra a gestão municipal, o pré-candidato do PV diz ainda que, caso eleito, abrirá a “caixa preta” das contas públicas municipais. “Nós vivemos em Natal uma situação das mais vexatórias. Nessas eleições, vamos colocar nossas propostas e, caso eleito, fazer uma gestão correta e com transparência, com observação da sociedade, abrindo as contas públicas. Porque existem muitos problemas: vamos investigar todos os contratos vigentes”, afirmou ele, abrindo a série de entrevistas que o Agora RN fará com os pré-candidatos a prefeito nas eleições deste ano.

Assédio moral

Ao citar os problemas de gestão municipal, Carlos Alberto Medeiros salienta um problema que afeta o funcionalismo. Trata-se do assédio moral que muitos servidores são obrigados a sofrer, devido às práticas mantidas na gestão de Álvaro Dias. “Essa história de apadrinhamento e assédio moral precisa acabar. Vamos mostrar que a cidade precisa se desenvolver com gestão de qualidade e transparência, sem apadrinhamento e sem assédio moral, que é uma coisa grave que acontece na prefeitura”.

Carlos Alberto explica que hoje a Prefeitura de Natal é um instrumento de política e não de gestão. “Servidores são obrigados a colocar a função pública a serviço de prefeitos e vereadores que compõem a base aliada do prefeito. É constrangimento que passam e pressão que recebem para apoiar prefeitos e vereadores. Inúmeros casos foram relatados de pessoas que se fazem que estão apoiando o prefeito, mas que se sentem assediadas moralmente para fingir que votam no prefeito”, denuncia.

MP deve abrir os olhos para a gestão Álvaro, diz Carlos Alberto

Na prática, segundo o professor Carlos Alberto Medeiros, a Prefeitura de Natal se utiliza de contratos com empresas que fornecem serviço de mão de obra terceirizada para assediar trabalhadores eleitoralmente. Para tanto, o professor solicita que o Ministério Público averigue. “Essas empresas contratam pessoas por indicações políticas. Isso é um caso para o qual o Ministério Público eleitoral devia abrir os olhos. Vereadores da base aliada são contemplados com dezenas e até centenas de indicações. E essas pessoas são coagidas a virarem cabo eleitoral para a base aliada”, aponta Medeiros.

Diante da constatação, Carlos Alberto frisa que os vereadores de Natal perderam completamente a capacidade de fiscalizar e legislar. “Nossa campanha vai ser pautada para pedir ao eleitor que não vote em vereadores que já possuem mandato, porque eles perderam completamente a capacidade de fiscalizar a prefeitura. Não fiscalizam mais, perderam a capacidade de legislar. Aprovam tudo que o prefeito manda sem modificações na Câmara Municipal. Temos uma gestão pública municipal completamente contaminada”.

Projeto

O professor Carlos Alberto Medeiros conclui lembrando que o projeto de se tornar prefeito iniciou há dois anos, nos diálogos com a população da cidade a respeito dos desafios de Natal.

“Conversamos com lideranças comunitárias, com pré-candidatos a vereador, com outros partidos, e a gente foi juntando pessoas ao nosso lado, as que têm inserção nas comunidades e conhecem Natal a fundo, a Natal verdadeira, não a cidade maquiada que está aí, mas a que tem muitas deficiências para quem vive nela. Somos um grupo que reúne mais de 120 pré-candidatos a vereador em Natal. Nós formamos um bloco de 4 partidos e estamos conversando com outros três partidos para integrar esse bloco de centro, tanto de centro esquerda quanto de centro direita. Vamos mostrar a eleitor que existem outras dimensões a considerar na política além da ideologia de esquerda e direita”, frisou.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.