BUSCAR
BUSCAR
Medida
Municípios do RN enrijecem medidas de combate ao coronavírus
A medida foi sugerida pelo comitê científico estadual diante do aumento no número de casos de Covid-19 no estado e da alta procura por leitos públicos no estado e, principalmente, na Grande Natal
Redação
23/02/2021 | 11:21

Os municípios de São Gonçalo, Extremoz, Natal, Macaíba e Ceará-Mirim já enrijeceram as medidas de segurança para conter o avanço do contágio pela Covid-19. Os novos decretos vêm sendo publicados após uma recomendação feita do governo do Rio Grande do Norte, no último sábado 20, que pedia aos municípios novas medidas de restrição de funcionamento de comércios e locais que causassem aglomerações, entre eles bares e restaurantes.

A medida foi sugerida pelo comitê científico estadual diante do aumento no número de casos de Covid-19 no estado e da alta procura por leitos públicos no estado e, principalmente, na Grande Natal.

O município de São Gonçalo do Amarante chegou a publicar seu decreto antes do Governo, ainda na sexta-feira (19). O documento proíbe o funcionamento de bares e restaurantes após as 22h e a venda e consumo de bebidas alcoólicas em locais públicos. Além da realização de festas e eventos públicos ou privados. Atividades físicas e de lazer ofertadas pelo município ou estado, também foram proibidas pelas próximas duas semanas.

Extremoz publicou decreto no domingo (21) que inclui, entre as normas de restrição de funcionamento, a penalização com multa e até detenção de pessoas que forem flagradas divulgando informação falsa (fake news) relacionada a pandemia da Covid-19.

O decreto também segue as recomendações do estado, que restringe o acesso de pessoas nos órgãos públicos e secretarias e suspende o funcionamento de bares e restaurantes e venda de bebidas alcoólicas após as 22h para atendimento ao público.

Em Natal, o novo decreto publicado na noite da segunda-feira (22), proíbe a venda e o consumo de bebidas alcoólicas após as 22h em supermercados, lojas de conveniência e espaços públicos pelos próximos 14 dias. Além de proibir o funcionamento de restaurantes, pizzarias, lanchonetes, bares, food parks e similares após esse horário.

Está proibido também a realização de festas, shows e eventos comerciais ou comemorativos, em ambientes fechados, públicos ou privados. Em caso de descumprimento das medidas previstas, os estebelecimentos poderão ser punidos com o fechamento e a interdição do local, além de multa no valor de até R$20 mil.

Macaíba também divulgou um novo decreto na segunda-feira (22). O documento, além de determinar a restrição do funcionamento de bares e restaurantes para atendimento ao público até às 22h, também suspende o atendimento presencial ao público externo nos departamentos da administração municipal e limita a presença de público em instituições religiosas, que podem ter somente 50% de sua ocupação. Assim como proíbe competições em espaços esportivos e a realização de todos os tipos de festas ou eventos, públicos ou privados.

A gestão municipal informou também que duplicou temporariamente a quantidade de leitos para pacientes com sintomas graves de Covid-19 na UPA local, passando de 3 para 6.

Nesta terça-feira, município de Ceará-Mirim decidiu seguir as recomendações do Governo e restringiu o horário de funcionamento do comércio até as 15h, de segunda a sábado. Os bares, restaurantes e similares poderão funcionar de quarta à domingo até às 22h para atendimento ao público e devem operar com o limite de 30% de sua capacidade. Ficam suspensas também, pelo período de sete dias, as aulas presenciais nas escolas privadas do município.

Os decretos tem validade de 14 dias após a data de publicação e as medidas serão fiscalizadas pelos órgãos públicos de segurança, entre eles Polícia Militar, Guarda Civil e Vigilância Sanitária.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.