BUSCAR
BUSCAR
Obras

Ministério da Saúde vai retomar 225 obras paradas no RN

A estratégia é uma prioridade do Governo Federal para ampliar a estrutura do SUS
Redação
25/01/2024 | 10:14

O Ministério da Saúde anunciou a retomada de mais de 5,5 mil obras de equipamentos de saúde em todo o país que estavam paralisadas nos últimos anos. No Rio Grande do Norte, 225 obras poderão ser retomadas.

Essa estratégia é uma prioridade do Governo Federal para ampliar a estrutura do SUS e garantir acesso à saúde a todos os brasileiros. No estado, as obras incluem a Casa da Gestante, Bebê e Puérpera, Unidades Básicas de Saúde (UBS), Unidades de Pronto Atendimento (UPA) e academias da saúde.

Ministério da Saúde vai retomar 225 obras paradas no RN Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil
Ministério da Saúde vai retomar 225 obras paradas no RN Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Estados e municípios já podem solicitar a retomada e reativação de obras paralisadas ou inacabadas na área da saúde. Os gestores devem manifestar interesse por meio do site do Sistema de Investimentos do SUS, o InvestSUS. O prazo para solicitação é de até 60 dias, contados a partir de 15 de janeiro, quando o Ministério da Saúde publicou a portaria que viabilizou a repactuação com os entes federativos e estabeleceu os mecanismos para a solicitação.

A ação faz parte da lei que institui o Pacto Nacional pela Retomada de Obras Inacabadas, sancionada pelo presidente Lula em novembro de 2023. A nova legislação prevê aporte de novos recursos financeiros e vantagens para os municípios e estados que participarem, com mais de R$ 44 milhões estimados para repactuação no Rio Grande do Norte.

Os novos recursos serão transferidos mesmo se o valor original já tiver sido totalmente repassado. A repactuação inclui um novo termo de compromisso e a correção dos valores correspondentes à parte não executada, considerando o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC). Os percentuais de correção das parcelas estão disponíveis na portaria. A iniciativa contemplará obras ou serviços de engenharia paralisados, inacabados ou em funcionamento, mas sem registro como “concluídas” no Sismob por parte do estado ou município beneficiário. As obras concluídas fora do prazo inicialmente pactuado podem ser reativadas para evitar a devolução de recursos.

Professores decidem manter greve nas UFs após nova negociação
A paralisação já dura dois meses e alcança 61 instituições
15/06/2024 às 09:44
Lula defende taxação dos super-ricos e combate à fome na OIT
Presidente participa na Suíça de evento sobre Justiça Social
13/06/2024 às 15:53
Lulu Santos é internado em hospital após passar mal e shows são cancelados
Cantor foi internado e ficará em observação por dois dias
08/06/2024 às 18:13
STF marca para dia 12 julgamento sobre correção do FGTS
Discussão foi interrompida em novembro do ano passado
03/06/2024 às 12:14
Governo Central tem superávit primário de R$ 11,1 bilhões em abril
Resultado fica abaixo da expectativa de especialistas
28/05/2024 às 14:46
IBGE: calamidade prejudica coleta de preços para cálculo da inflação
Instituto precisou imputar preços de hortaliças e verduras
28/05/2024 às 12:12
Renegociação do Desenrola Fies termina na próxima sexta-feira
Até o dia 15, haviam sido renegociados mais de R$ 12,92 bilhões
27/05/2024 às 16:07
Nível do Guaíba em Porto Alegre volta a ficar abaixo dos 4 metros
Defesa Civil municipal alerta para risco de mais chuvas
27/05/2024 às 15:23
Auxílio Reconstrução: famílias devem confirmar dados a partir de hoje
Até o momento, estão contemplados com o auxílio 369 municípios gaúchos
27/05/2024 às 13:27
Magda Chambriard toma posse como presidente da Petrobras
Ela assumiu logo após ser eleita pelo Conselho de Administração
24/05/2024 às 12:12