BUSCAR
BUSCAR
Chuvas em Natal
Governo federal reconhece situação de emergência em Natal após chuvas intensas
Cidade foi atingida por chuvas intensas e está apta a solicitar recursos do Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional para ações de defesa civil
Redação
08/12/2023 | 07:30

O Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional (MIDR), por meio da Defesa Civil Nacional, reconheceu, nesta quinta-feira 7, a situação de emergência de Natal. A capital potiguar foi atingida por chuvas intensas recentemente. A portaria com o reconhecimento foi publicada no Diário Oficial da União (DOU).

Até o momento, o Rio Grande do Norte tem 51 municípios em situação de emergência, dos quais 31 por estiagem, 19 por seca e um por chuvas intensas.

Com o reconhecimento federal, o município está apto a solicitar recursos do MIDR para ações de assistência humanitária, como compra de alimentos, água potável e combustível para os veículos que fazem o transporte dos mantimentos. Os repasses serão liberados assim que os planos de trabalho forem apresentados pela prefeitura e avaliados pela equipe técnica da Defesa Civil Nacional.

Na quinta-feira 30, o ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, recebeu a visita do prefeito de Natal, Álvaro Dias (Republicanos), para tratar sobre as fortes chuvas que atingiram a cidade e garantiu todo o apoio necessário ao município.

“Vamos atuar em conjunto, a Defesa Civil Nacional e a equipe da prefeitura, na elaboração do plano de trabalho de resposta”, afirmou Waldez Góes. “Estamos autorizados pelo presidente Lula a dar todo apoio necessário para as ações de assistência humanitária e de reconstrução”, completou.

As chuvas que marcaram o fim de novembro causaram diversos danos na capital potiguar. Alagamentos, abertura de crateras, queda de energia, interdição de vias e transbordamento de lagoas de captação foram alguns dos danos provocados pela intensidade das chuvas. “Foi uma chuva inesperada de 340 mm, em 24 horas, algo inacreditável, nunca antes visto, e que causou muitos estragos”, disse o prefeito.

Até o dia 5 de dezembro, a gestão municipal havia entregue no total mais de 670 cestas básicas para as famílias prejudicadas pelo temporal. A Prefeitura tomou outras providências, como a interdição dos locais de risco e o levantamento dos prejuízos materiais para poder ajudar as pessoas que tiveram as casas danificadas.

Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.