BUSCAR
BUSCAR
Folia
Conheça os enredos das escolas de samba de Natal do Carnaval 2020
Desfiles acontecem neste sábado (22) e domingo (23) no bairro da Ribeira
Nathallya Macedo
21/02/2020 | 14:28

Para comemorar uma das festas mais esperadas pelos potiguares, o tradicional desfile das escolas de samba de Natal vai tomar as ruas da Ribeira, na Zona Leste, entre sábado (22) e domingo (23). O percurso começará nas imediações do Banco do Brasil e terminará perto da antiga sede do Procon, na Avenida Duque de Caxias.

A reportagem do Agora RN conversou com os representantes das escolas para conhecer os temas dos sambas-enredo deste ano.

Águia Dourada (Grupo A)

Buscando um viés histórico, o samba-enredo da escola será “Da literatura de cordel ao imaginário popular: Câmara Cascudo”. De acordo com Luiz de França, diretor da agremiação, o tema do desfile deste ano tem o objetivo de resgatar o folclore popular. “Não queremos que a nossa cultura se perca, como vem acontecendo. Através do nosso querido historiador e escritor Câmara Cascudo, que tanto contribuiu para o desenvolvimento cultural do nosso estado, esperamos trazer de volta a arte local”, contou.

Malandros do Samba (Grupo A)

A escola vai levar para a avenida trechos da história de Jaime Calado, atual secretário estadual de Desenvolvimento Econômico e ex-prefeito de São Gonçalo do Amarante. “Queremos fazer essa homenagem a uma pessoa tão dedicada e vitoriosa. Ele foi retirante, precisou estudar muito para chegar até aqui. Queremos mostrar que a educação dá oportunidade para vencer na vida”, relatou Jean Carlos, presidente da agremiação.

Acadêmicos do Morro (Grupo A)

Sob o título “Rendeiras, mãos que tecem sonhos”, a escola chega ao Carnaval de 2020 com o samba-enredo que vai contar a história das artistas de Ponta Negra. “Cerca de 40 rendeiras de bilros irão participar conosco do desfile. Com isso, queremos celebrar o costume dessas mulheres que tiram o sustento da família do artesanato”, afirmou Antônio Cristiano, presidente da Acadêmicos do Morro.

Balanço do Morro (Grupo A)

“Mãe de braços vazios” é o tema escolhido pela escola para o desfile deste ano. Baseado na lei Karol Álvares, que dá às famílias que perderam filhos vítimas da violência acesso a serviços psicológicos e jurídicos, o samba-enredo pretende levar amor e solidariedade para a avenida. “É um tema difícil, mas que também fala sobre paz e empatia. Extremamente necessário para chamar atenção do poder público para o assunto”, afirmou Severino Santana, presidente da agremiação.

Império do Vale (Grupo B)

A escola escolheu a Praia de Muriú, em Ceará-Mirim, para homenagear neste desfile. De acordo com Adeilson Nascimento, presidente da Império do Vale, o Litoral Norte sempre chamou a atenção dos potiguares. “Foi, e ainda é, um destaque para o turismo e, por isso, achamos interessante abordar essa temática”, disse. Sob o título “Império do Vale, com sua grandeza, vem mostrar a Praia de Muriú como refúgio familiar”, o samba-enredo vai fazer os foliões viajarem para um dia de sol e mar.

Grande Rio do Norte (Grupo B)

As “maravilhas” do bairro Felipe Camarão, na Zona Oeste de Natal, serão o tema do samba-enredo da Grande Rio do Norte. “Queremos contar como o bairro surgiu na nossa capital e exaltar as pessoas, a cultura e o ponto inicial de um local tão importante para nós. Não iremos falar sobre a violência que assombra o bairro nos dias atuais. Não vamos dar espaço para esse lado triste”, disse José Antônio, presidente da escola.

União do Samba (Grupo B)

A União do Samba decidiu homenagear o próprio Carnaval no desfile deste ano. De acordo com Rogério Oliveira, vice-presidente da escola, os sambistas irão falar sobre a história da festa, que é considerada uma das mais tradicionais do País. “Podemos dizer que essa é a maior festa popular que existe. Queremos abordar o glamour, a diversidade social e cultural que só o Carnaval proporciona”, afirmou. Além disso, a agremiação defende a expressão dos “personagens carnavalescos da vida real”.

Batuque Ancestral (Grupo B)

Desde a criação da escola, a Batuque Ancestral direciona os temas dos desfiles para a luta da população negra. “A maioria de nós já sofreu preconceito por causa da cor da pele. Promover a nossa resistência é importante para superar o racismo”, contou Carlos Brito, presidente da agremiação. Neste ano, o tema do samba-enredo será “Quilombo chamado Brasil: resistir para existir”.

Imperatriz Alecrinense (Grupo B)

Uma viagem ao universo infantil é o tema da Imperatriz Alecrinense para o desfile deste ano. O samba-enredo “No mundo do faz de conta” pretende emocionar os foliões. “Quem nunca brincou? Nosso objetivo é relembrar a criança que existe dentro de cada um. Vamos mexer com a imaginação de todos”, revelou o presidente da agremiação, Marcos Aurélio. Os componentes da bateria da escola entrarão na avenida vestidos de soldadinhos de chumbo.

Confira a ordem dos desfiles:

Sábado, 22 de fevereiro

Grupo B
20h – Império do Vale
21h – Grande Rio do Norte
22h – União do Samba
23h – Batuque Ancestral
0h – Imperatriz Alecrinense

Domingo, 23 de fevereiro

Grupo A
20h – Águia Dourada
21h10 – Malandros do Samba
22h20 – Acadêmicos do Morro
23h30 – Balanço do Morro

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.