BUSCAR
BUSCAR
Covid-19
Com novos lotes, RN vai começar a vacinar idosos a partir de 80 anos
Expectativa é de que, nesta quinta 25, cheguem ao RN 19.400 doses da Coronavac, que devem ser usadas para iniciar a imunização de idosos a partir dos 80 anos; Na quarta, 24, um lote com 35 mil doses da vacina da Astrazeneca/Oxford chegou ao estado para garantir a imunização de idosos entre 85 e 89 anos
Redação
25/02/2021 | 00:05

O Rio Grande do Norte recebeu nesta quarta-feira 24 um novo lote de vacinas. Ao todo, foram 35 mil doses do imunizante da Astrazeneca/Oxford. A expectativa é de que 19.400 doses da Coronavac cheguem ao Estado nesta quinta-feira 25, totalizando 54.400 doses.

A governadora Fátima Bezerra (PT) disse que o Ministério da Saúde confirmou o envio de doses para iniciar a imunização de indígenas.
As doses recebidas na tarde desta quarta-feira 24 foram armazenadas na Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat) e começam a ser distribuídas nesta quinta 25 para aplicação.

Das 35 mil doses da Astrazeneca/Oxford, 21.927 serão destinadas aos idosos com idade de 85 a 89 anos. Com essas doses, será possível vacinar 100% dos idosos dessa faixa etária. Ao todo, 8.996 doses serão destinadas a trabalhadores da saúde e 2.920, aos indígenas do estado. Já das 19.400 da Coronavac, 9.223 serão destinadas para a primeira dose da vacinação de idosos com idade entre 80 a 84 anos.

Os mais de 6 mil indígenas que vivem no RN ficaram de fora do grupo que foi vacinado contra a Covid-19 logo no início da campanha de imunização, que começou no dia 19 de janeiro. O estado potiguar foi o único do Brasil que não recebeu doses para imunização dos povos indígenas.

De acordo com os dados da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), o Rio Grande do Norte possui 6.067 indígenas no território estadual, das etnias: potiguara, tapuia e tapuia paiacú. Estão distribuídos em 15 comunidades nos municípios de: Baía Formosa, Canguaretama, Goianinha, Macaíba, São Gonçalo do Amarante, Natal, Jardim de Angicos, João Câmara, Assu e Apodi.

A estratégia do Ministério da Saúde, acatada pelo Estado, é a aplicação de todas as doses que chegaram da vacina.

“Iremos seguir a orientação do MS e aplicar todas as doses, assim como já estamos fazendo com as vacinas da Oxford. A ideia é ampliarmos o início do esquema vacinal e em tempo oportuno com a liberação de novas doses para o Estado completarmos o esquema”, afirmou Kelly Maia, coordenadora de Vigilância em Saúde.

No último dia 17, a governadora cobrou ao Ministério da Saúde o envio das doses para a imunização das comunidades indígenas. O alerta foi feito durante reunião virtual do Fórum dos Governadores com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.