BUSCAR
BUSCAR
Plano de governo
Afrânio Miranda sugere implantar escolas cívico-militares em toda Natal
De acordo com ele, o modelo precisa ser adotado em unidades da rede municipal de ensino tendo em vista o “case de sucesso” na Escola Estadual Maria Ilka de Moura, na Zona Oeste
Redação
17/09/2020 | 16:16

O candidato do Podemos à Prefeitura do Natal, Afrânio Miranda, sugere a implantação de escolas cívico-militares nas quatro zonas administrativas da cidade. De acordo com ele, o modelo precisa ser adotado em unidades da rede municipal de ensino tendo em vista o “case de sucesso” na Escola Estadual Maria Ilka de Moura, na Zona Oeste, que conquistou resultados positivos após a adoção do regime.

A implantação do modelo cívico-militar na Escola Maria Ilka foi conduzida pelo senador Styvenson Valentim, presidente estadual do partido ao qual Afrânio Miranda é filiado. Em 2017, o então tenente da Polícia Militar do Rio Grande do Norte liderou um processo de recuperação da escola, que estava prestes a fechar as portas por falta de estrutura.

No plano de governo apresentado à Justiça Eleitoral – documento obrigatório para todos os que vão concorrer à prefeitura este ano –, Afrânio Miranda ressalta que, após a intervenção dos policiais, a escola deixou de ter evasão para se tornar exemplo. “Hoje possui lista de espera de mais de 300 alunos à espera de uma vaga”, afirma o candidato do Podemos.

“Usaremos esse modelo, que se tornou um case de sucesso, no âmbito municipal da rede de ensino público”, enfatiza Afrânio, acrescentando que, se chegar à Prefeitura do Natal, vai iniciar o processo pelas áreas de maior vulnerabilidade social, como a Zona Norte.

No plano de governo, Afrânio não especifica como seria a implantação do modelo cívico-militar, mas sugere que buscaria parcerias com o Governo Federal, por meio do Ministério da Defesa, para trazer o programa do governo Jair Bolsonaro para a capital potiguar. No caso da Escola Maria Ilka, a parceria é com o Governo do Estado, por meio da Polícia Militar.

Programa federal de escolas cívico-militares

No ano passado, o Governo Federal lançou um programa nacional de escolas cívico-militares. Segundo o MEC (Ministério da Educação), o objetivo é implantar no País 216 escolas até 2023, sendo 54 por ano.

Inscrita pela prefeitura, uma escola de Natal foi selecionada para fazer parte do programa – a Escola Municipal Professor Veríssimo de Melo, em Felipe Camarão, na Zona Oeste. O Governo do Estado disse que não iria fazer parte do programa.

Em todo o Brasil, o MEC tem feito capacitações com os militares que vão atuar nas unidades de ensino. Segundo a pasta, os militares não vão atuar nas salas de aula, apenas nas atividades de apoio, para garantir a disciplina nos estabelecimentos de ensino.

Clique AQUI e saiba mais sobre as escolas cívico-militares.

Outras propostas

Entre outras propostas para a educação, o candidato do Podemos sugere, ainda, a criação de um bônus salarial para professores de escolas que melhorarem seus índices educacionais. “A gratificação extra aos educadores das escolas do município que atingirem as metas de rendimento exigidas pelo Ideb visa estimular a dedicação dos educadores para com seus alunos no ambiente escolar”, resume.

O plano de governo de Afrânio Miranda tem 49 páginas e traz propostas para diversas áreas, como educação, combate à corrupção, turismo, assistência social, administração pública, saúde, segurança pública e esportes.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.