Violência
“Que seja feita justiça para essa atrocidade”, diz primo de arquiteto assassinado em Natal
Eli Marcelino, de 39 anos, foi morto a facadas dentro do próprio apartamento nesta quarta-feira (20)
Por Redação - Publicado em 21/05/2020 às 14:32
Cedida
Diego Marcelino e seu primo, Eli
Publicidade
" Que seja feita justiça para essa atrocidade. Covardia", disse Diego Marcelino, primo de Eli Marcelino. O arquiteto foi morto a facadas dentro do próprio apartamento nesta quarta-feira (20).

O caso aconteceu no bairro de Candelária, na Zona Sul da capital potiguar. Diego, que esteve no apartamento após o crime, conta que o imóvel estava revirado. “Muito bagunçado, as coisas dele espalhadas, a bolsa aberta e a porta do quarto fechada por fora”, explica.

Sobre Eli, Diego conta que ele era carinhoso. “Um ótimo filho, era solteiro e não tinha filhos. Ele era uma pessoa alegre, positiva, cheio de vida e planos. Amava o que fazia, um ótimo profissional de arquitetura”, descreve.

Segundo o primo, os pais de Eli e sua família agora aguardam que a justiça seja feita. “Que o ser humano tenha mais amor ao próximo”, encerra.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Arquiteto é morto a facadas dentro de apartamento na Zona Sul de Natal
Publicidade
Publicidade