BUSCAR
BUSCAR
Prorrogada
No RN, instituições mantêm suspensão do expediente presencial até 15 de maio
TJ, MP, Defensoria e TCE optaram pela prorrogação da suspensão em Ato Conjunto
Redação
30/04/2020 | 09:51

As unidades do Poder Judiciário, do Ministério Público, da Defensoria Pública e do Tribunal de Contas do Rio Grande do Norte decidiram prorrogar, em caráter excepcional, a suspensão do expediente presencial dessas instituições até o dia 15 de maio, em função da pandemia do novo coronavírus. Até lá, membros e servidores permanecem em trabalho remoto. A medida foi publicada no Diário da Justiça Eletrônico (DJe), desta quarta-feira (29) e cabe nova prorrogação.

O início da suspensão do expediente presencial nestas instituições começou em 19 de março, por meio do Ato Conjunto nº 001/2002, com o objetivo de evitar o contágio e propagação da pandemia nas unidades desses órgãos.

A determinação dos órgãos mencionados está contida no Ato Conjunto nº 002/2020 do Tribunal de Justiça, Ministério Público, Defensoria Pública e Tribunal de Contas, do Estado do Rio Grande do Norte e leva em consideração a persistência do quadro de emergência em saúde pública envolvendo a Covid-19).

O documento é assinado pelo presidente do TJRN, desembargador João Rebouças; o procurador geral de Justiça, promotor Eudo Leite; o defensor público geral, defensor Marcus Vinícius Soares Alves e pelo presidente do TCE/RN, conselheiro Francisco Potiguar Cavalcanti Júnior.

O Ato Conjunto salienta que o retorno do expediente presencial em todas as unidades do Poder Judiciário, do Ministério Público, da Defensoria Pública e do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Norte, após o dia 15 de maio, será gradual e levará em consideração as peculiaridades locais e de cada poder.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.