BUSCAR
BUSCAR
Pesquisa
Municípios do Seridó irão adotar medidas para endurecer isolamento
Região tem taxa de ocupação de leitos em hospitais na casa dos 70%, acima da média da Grande Natal, que é de 53%. Além disso, taxa de transmissibilidade está em 1,32. Isso significa que 100 pessoas com o novo coronavírus na região podem transmitir a Covid-19 para outras 132 pessoas. Para controlar contágio, prefeitos decidiram endurecer isolamento social
Jalmir Oliveira
08/08/2020 | 00:57

Os municípios da região Seridó Potiguar vão adotar medidas para endurecer as regras de distanciamento social para diminuir a aceleração nos contágios pela Covid-19. A região está dentro da chamada “zona de perigo”, segundo análise da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap). Isso significa que a taxa de transmissibilidade está entre 1,03 e 2, ou seja, uma pessoa infectada com o novo coronavírus é capaz de infectar um ou dois indivíduos.

A preocupação com a região Seridó advém de informações relacionadas com a ocupação hospitalar de pacientes com a Covid-19. Atualmente, os hospitais seridoenses têm ocupação de 70%, segundo o Sistema RegulaRN – plataforma criada para monitorar a distribuição de leitos Covid-19 no Estado –, contra os 53% da Região Metropolitana de Natal. A média estadual de ocupação é de 57,66% nos últimos três dias.

Do total de 30 vagas hospitalares críticas (UTI e Semi-UTI) na região do Seridó, ainda de acordo com a plataforma RegulaRN, havia 21 pessoas internadas até esta sexta-feira (7). Ainda de acordo com a Sesap, em todo o Estado, a rede pública hospitalar registra 418 pessoas internadas, sendo 199 em leitos críticos e 219 em leitos clínicos.

O sinal de alerta com relação aos municípios da região Seridó foi ligado após o avanço da taxa de transmissibilidade. A média registrada é de 1,32, segundo o Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (Lais), que é vinculado à Universidade Federal do Rio Grande do Norte. O número implica que 100 pessoas infectadas com o novo coronavírus podem transmitir a Covid-19 para outros 132 indivíduos.

Atualmente, o município de Timbaúba dos Batistas, com apenas 2,4 mil habitantes, tem a maior taxa de transmissão do Seridó, com índice de 6,61. Das 25 cidades da região, sete delas têm taxa acima de 2.

Estratégia para conter

O avanço descontrolado de contágios é grande temor dos prefeitos seridoenses. Por conta disso, na última quinta-feira (6), durante reunião com a governadora Fátima Bezerra, prefeitos da região concordaram em reforçar medidas para endurecer o distanciamento social. “Serão medidas de caráter mais restritivo para a gente conter o crescimento da chamada transmissibilidade”, afirmou a governadora.

A primeira cidade a adotar restrições foi Caicó, com 67 mil habitantes, que já registra 1.065 casos confirmados de Covid-19 e 17 mortes relacionadas com a doença. A cidade tem taxa de transmissão de 1,17. É a terceira menor de toda a região, ficando atrás de Jardim de Seridó (1) e Santana do Matos (0,92).

O prefeito da cidade, Robson de Araújo, decretou nesta sexta-feira (7) mudanças para reduzir as atividades comerciais do município. Segundo a determinação municipal, os estabelecimentos comerciais poderão funcionar das 12h às 17h. Além disso, a feira livre da cidade só poderá funcionar entre a quarta-feira e o domingo.

A prefeitura também anunciou que vai ampliar a fiscalização municipal para reduzir pontos de aglomeração em Caicó. O município determinou, ainda, a proibição de filas na cidade.

Novos leitos

Em continuidade ao plano de expansão de novos leitos, Fátima Bezerra anunciou mais 12 vagas no Hospital Regional de Currais Novos – 5 UTIs e 7 clínicos, que estarão à disposição a partir desta segunda-feira (10).
Em Assu, no hospital regional, serão mais 22 leitos – 10 UTIs e 12 clínicos, que estarão instalados até 17 de agosto com investimento de mais de R$ 500 mil na reforma do hospital para receber as UTIs.

Mais três novos leitos UTI entraram em funcionamento nesta sexta-feira em Apodi e mais 2 estarão prontos na próxima semana.

Em Macau, o Governo do Estado firmou parceria com a prefeitura para instalar 15 novos leitos – 5 UTIs e 10 clínicos – no Hospital Municipal Antonio Ferraz. Esta parceria contempla ainda o repasse mensal pelas administrações estadual e federal de R$ 270 mil. Em Macau, o Governo aguarda apenas a conclusão reforma do prédio pela prefeitura para instalar os novos leitos. Cinco monitores cardíacos e 20 bombas de infusão já foram entregues pelo Governo do Estado à prefeitura da cidade.

Em São Gonçalo do Amarante, a parceria com a prefeitura vai permitir a instalação de mais 20 novos leitos – 4 UTIs e 16 clínicos e repasse mensal pelo Governo de mais de R$ 1,5 milhão.

“No dia em que o Rio Grande do Norte celebra 519 anos, renovamos nossa fé, nossa crença, e, mais do que nunca, com trabalho e união, estamos construindo dias melhores para o nosso povo”, afirmou Fátima nesta sexta.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.