BUSCAR
BUSCAR
Violência de gênero
Apenas 30% das mulheres denunciam casos de violência
Sheila Freitas lamenta que existam apenas duas delegacias especializadas em violência contra a mulher que atendem toda a região metropolitana
Redação
07/06/2016 | 14:38
Uma audiência pública proposta pelo vereador Sandro Pimentel (PSOL) debateu na manhã de hoje (07) na Câmara Municipal de Natal, as políticas públicas voltadas para combater a violência contra a mulher. O debate contou com a participação de vereadores, Polícia Civil, Secretaria da Mulher e representantes de movimentos sociais.
“O aumento da violência contra a mulher é preocupante. Precisamos discutir para ampliar e aprimorar as políticas em defesa da mulher. São apenas duas delegacias que não funcionam em horário a contento e um único centro de atendimento. Precisamos avançar”, declarou o vereador Sandro Pimentel. Segundo dados levantados pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), a cada 11 minutos uma mulher é estuprada no Brasil e a cada uma hora e meia uma mulher é assassinada. O levantamento mostra que 85% dos casos de assédio (que geram boletim de ocorrência) ocorrem dentro de casa.
Em Natal existem hoje apenas duas delegacias especializadas que atendem toda a região metropolitana. Para a delegada, Sheila Freitas, diretora de Polícia Civil da Grande Natal (DPGRAN), há uma necessidade de melhoria nas políticas em defesa da mulher. “As mulheres estão denunciando mais, mas ainda assim acreditamos que apenas 30% delas denunciam a violência que sofrem. Há uma grande necessidade de que os municípios trabalhem políticas públicas de prevenção porque quando elas chegam a delegacia é porque já chegaram no limite de inúmeras violências que sofreram”, destacou.
Aparecida França, titular da Secretaria Municipal da Mulher, disse que já houve avanços nesse sentido. “Temos duas frentes para trabalhar prevenção e acolhimento com campanhas de prevenção e estímulo a denúncias. É um centro de referência, com outro a ser inaugurado e mais a casa abrigo para a mulher em situação de risco. Temos também a política transversal de atendimento na área de saúde, capacitação profissional, assistência social. São políticas que não tínhamos e que estamos conseguindo evoluir”, disse a secretária. Também participaram da audiência as vereadoras Amanda Gurgel (PSTU) e Eleika Bezerra (PSL/Livres).
Sede: Rua dos Caicós, 2305-D, Nossa Sra. de Nazaré. Natal/RN | CEP: 59060-700
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.