BUSCAR
BUSCAR
Polêmica
Secretário de Planejamento rebate fala do ministro Fábio Faria sobre pagamento do 13º no RN
Fábio Faria disse que a responsabilidade pela folha do 13º salário do governo estadual recai sobre os repasses financeiros feitos governo federal ao longo da pandemia
Redação
04/10/2020 | 15:00

O secretário de Planejamento e Finanças do Rio Grande do Norte, Aldemir Freire, rebateu neste domingo 4 as informações do ministro das Comunicações, Fábio Faria, de que a responsabilidade pela folha do 13º salário do governo estadual recai sobre os repasses financeiros feitos governo federal ao longo da pandemia.

Segundo o ministro Fábio Faria, em entrevista para a Tribuna do Norte, os 40% da antecipação da folha do 13º — anunciados esta semana pela governadora Fátima Bezerra — são fruto do dinheiro recebido pelo governo estadual para as ações em saúde no combate à Covid-19.

“Quem está pagando 40% do décimo [terceiro salário antecipado] é Bolsonaro, porque o dinheiro era para Covid-19 e ela [Fátima Bezerra] está usando para folha”, disse Fábio Faria.

No entanto, segundo o secretário de planejamento do Estado, Aldemir Freire, através do microblog Twitter, quem utilizou recursos para pagar folha salarial foi a gestão Robinson Faria – entre 2014 até 2018. Nos dois últimos de governo, o pai do ministro Fábio Faria, segundo Aldemir Freire, recebeu R$ 400 milhões para saúde, mas o dinheiro foi usado para cobrir as despesas com o funcionalismo público.

“Entre o final de 2017 e início de 2018, o governador do Estado do Rio Grande do Norte recebeu cerca de R$ 400 milhões para a saúde. Utilizou para o pagamento de salários e deixou de aplicar o mínimo constitucional de 12% na área (ficou um tombo de cerca de R$ 135 milhões)”, escreveu Aldemir Freire.

E continuou: “Quem tem hábito de desviar recursos da saúde p pagamento de salários vem agora fazer essa acusação contra a gente. Saiba q todo recurso que o ATUAL governo recebeu para aplicar na saúde está sendo investido lá. Estamos inclusive aplicando 12,54% de recursos próprios, mais que o mínimo legal”.

O Secretário de Tributação do Estado, Carlos Eduardo Xavier, também por meio das redes sociais, explicou que a antecipação da folha do décimo decorre dos bons resultados na arrecadação de impostos nos últimos dois meses. “A arrecadação de ICMS de setembro fechou 17,59% maior que no mesmo período do ano passado. Crescimento de cerca de R$ 80 milhões, que serão fundamentais para a antecipação do 13º anunciado pela governadora Fátima Bezerra”, detalhou.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.