BUSCAR
BUSCAR
Audiovisual
Documentário sobre duas comunidades quilombolas de Portalegre é destaque
“Solo Negro” será exibido na Ufersa em Mossoró nesta quarta-feira 27; documentário foi premiado em festival nordestino
Redação
26/07/2022 | 11:13

Após conquistar o Troféu Cabrito Dourado, no III Festival Cine Caatinga – Experiências Audiovisuais no Sertão, o documentário Solo Negro, que foi produzido pela equipe de comunicação da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa), vai abrir a programação do Cine Debate. A exibição do documentário Solo Negro contará com a presença dos participantes do filme.

O Cine Debate vai acontecer nesta quarta-feira 27, a partir das 14h30, no Auditório Amâncio Ramalho (Ufersa Mossoró), com o tema ‘Desafios da Igualdade racial: um longo combate’, tendo como debatedores o secretário nacional da Igualdade Racial, Dr. Paulo Roberto; a professora Dra. Ady Canário (Ufersa); o professor Dr. Carmelindo Rodrigues e, o Me. Jeferson Santos (servidor da Ufersa). A palestra é voltada para toda comunidade universitária e terá certificação de 4 horas.

O documentário Solo Negro foi gravado no final do ano passado e retrata o cotidiano dos moradores de duas comunidades quilombolas situadas no município de Portalegre, na Região do Alto Oeste potiguar, num registro das memórias passadas, presentes e futuras dos descendentes de povos que foram escravizados. O filme retrata também a trajetória e os desafios de universitários quilombolas a partir do ingresso deles na universidade.

O roteiro foi elaborado em seis partes: “Cicatrizes de negros”, voltado para as dificuldades nas comunidades no passado; “Amargo preconceito”, o histórico do preconceito que ainda se perpetua; “Força e fé”, com destaque para a herança cultural e religiosa com destaque para a Dança de São Gonçalo; “Trabalho de preto”, sobre as alternativas de trabalho na comunidade quilombola; “Caminho lento”, sobre as dificuldades enfrentadas pelos jovens; e “Novo destino”, para retratar o impacto da universidade na vida dos jovens quilombolas.

Premiação

Em junho passado, o documentário Solo Negro foi contemplado com dois troféus no III Cine Caatinga – Experiências audiovisuais no sertão, Festival de Cinema de Petrolina, em Pernambuco. O filme curta metragem, de 28 minutos, aborda as vivências dos moradores de duas comunidades quilombolas, Pêga e Arrojado.

O documentário recebeu o troféu Cabrito Prateado por ter sido selecionado entre os 50 finalistas entre mais de 200 inscrições de curtas-metragem de gêneros variados. Já o troféu Cabrito Dourado, por ter sido vencedor na categoria voto popular, tendo alcançado 36,8% dos votos de total de mais de 30 mil de todo o festival.

O documentário está disponível no canal do YouTube do Cine Caatinga. (https://www.youtube.com/watch?v=U-Ud4UbP_No).

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Rua dos Caicós, 2305-D, Nossa Sra. de Nazaré. Natal/RN | CEP: 59060-700
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.