BUSCAR
BUSCAR
Política
Benes afirma que Fátima fracassou e chama governadora para o debate
Pré-candidato ao governo do RN em 2022, Benes falou sobre disputa interna entre os ministros Fábio Faria e Rogério Marinho, busca pelo apoio do MDB, gestão Fátima Bezerra e perspectiva de vitória no pleito de 2022
Tulio Lemos
04/09/2021 | 07:07

O pré-candidato ao cargo de governador do Rio Grande do Norte, Benes Leocádio, concedeu uma entrevista exclusiva ao Agora RN onde falou sobre sua candidatura, a disputa interna entre os ministros Fábio Faria e Rogério Marinho, a busca pelo apoio do MDB, a gestão Fátima Bezerra e a perspectiva de vitória no pleito de 2022. Confira a entrevista na íntegra:

AGORA RN: O que mudou a partir do momento que você se dispôs a colocar seu nome como candidato a governador, em relação ao que você vem fazendo no interior?
Benes Leocádio: Bem, a mudança que a gente percebe é a aceitação crescendo, principalmente daqueles que tomam conhecimento da nossa decisão de colocar o nome à disposição. O pré-lançamento foi cogitado, alguém levantou que seria data a, b ou c, mas não houve nenhuma definição para o pré-lançamento oficial, na verdade, houve o anúncio de uma decisão de que eu estava disposto a colocar o meu nome para avaliação dos membros dos partidos políticos que fazem oposição ao governo do Estado e, também das lideranças dos municípios, que foi o apelo maior de quem recebi para que eu admitisse colocar meu nome.

AGORA RN: Mas haverá esse lançamento?

Benes Leocádio: Poderá haver. A gente optou por fazer essas visitas nas microrregiões, tenho recebido declarações de apoio de alguns parlamentares estaduais, como por exemplo, o deputado Gustavo Carvalho (PSDB), Tomba (PSDB), reunindo seus redutos. Essa semana tivemos com a deputada Carla Dickson (PROS/RN) e Albert Dickson, em um encontro na cidade de Lajes Pintadas, e o que a gente está vendo é essa vontade de alguns agrupamentos de lideranças, em anunciarem apoio a essa nossa decisão de pré-candidatura.

AGORA RN: O senhor citou Carla e Albert Dickson. Albert faz parte da base da governadora Fátima Bezerra (PT) e Carla faz parte da base do governo federal. O que eles dizem sobre a sucessão estadual?
Benes Leocádio: A deputada Carla, minha colega de bancada, nossa vice-líder na Câmara dos Deputados, tem se colocado à disposição de caminhar nessa direção de uma pré-candidatura em enfrentamento a atual governadora.

AGORA RN: Carla Dickson assumiu que vota com Benes?
Benes Leocádio: Ela tem colocado que votará no candidato de oposição à governadora Fátima. Sabemos que ela [Carla] tem uma condição de suplente do deputado Fábio faria, que ainda não decidiu em qual pré-candidatura a governador acompanhará. Sabemos até pelas razões de uma disputa interna também, da pré-candidatura de senador. Então espero que ela ao, acredito eu, que assim que o deputado tomar essa decisão, ela deverá anunciar a posição dela, mas tem se mostrado simpaticíssima a nossa ideia de pré-candidatura.

AGORA RN: E Albert Dickson?
Benes Leocádio: Aguardo a definição e posição dele.

AGORA RN: O senhor citou a questão dos dois senadores. Quando houve o lançamento, ou pelo menos quando o nome foi posto à disposição pelo Ministro Rogério Marinho, houve uma reação por parte do ministro Fábio Faria, de que Rogério não teria conversado com ele, tinha sido um “atropelamento”, já que eles estavam aguardando para uma definição em conjunto. Como ficou essa situação?
Benes Leocádio: Entendo que não seja atropelamento, porque o deputado Fábio já se lançou pré-candidato a senador no mês de abril. Em um veículo de comunicação do nosso Estado, quando não conversou com, pelo menos do meu conhecimento, comigo, nem com Rogério, tão pouco com qualquer membro desses agrupamentos políticos, que se disponha hoje a dá as mãos em um projeto de oposição à governadora Fátima Bezerra.

AGORA RN: Quem atropelou foi Fábio Faria?
Benes Leocádio: Eu não diria atropelamento. Apenas discordo da colocação dele, porque quem primeiro se lançou pré-candidato foi ele. Pode ser que seja natural a decisão dele de anunciar que não concorre mais a deputado federal, mas ao mesmo tempo, tem dito que não haverá disputa entre ele e Rogério. Então espero, que num momento oportuno, estejamos nos entendendo e caminhemos em um grupo só.

AGORA RN: Se Fábio Faria tiver o apoio do presidente Bolsonaro para ser o candidato a senador. Qual a posição de Benes?
Benes Leocádio: Continuo na defesa da pré-candidatura do ministro Rogério Marinho, até porque é o sentimento que temos hoje das lideranças do interior, das pessoas que conhecem o que ele vem fazendo pelo Rio Grande do Norte e, eu tenho certeza que no momento oportuno, se é essa a condição que o deputado Fábio tem seja uma decisão do presidente Bolsonaro, eles possam se entender. Tenho as minhas dúvidas se o presidente irá tomar uma posição política de encontro ao restante de sua base, que em sua grande maioria, hoje o deputado João Maia, Girão, Carla, Beto Rosado todos tem sinalizado para a pré-candidatura de Rogério Marinho. Então, é aguardar.

AGORA RN: O presidente Bolsonaro já sabe de sua disposição de ser candidato nessa chapa de Rogério Marinho?
Benes Leocádio: Não tive nenhuma oportunidade de tratar esse assunto com o presidente.

AGORA RN: Nem Rogério Marinho falou com Bolsonaro sobre sua candidatura?
Benes Leocádio: Não.

AGORA RN: As pesquisas mostram que o presidente Bolsonaro tem uma certa desvantagem aqui no RN, em relação ao seu opositor, o ex-presidente Lula. Como é defender a reeleição de Bolsonaro?
Benes Leocádio: Eu tenho defendido as ações do governo Bolsonaro que tem sido muito positivo para o Rio Grande do Norte, para o Nordeste, para o Brasil. Eu espero que o tempo que temos daqui para a eleição o presidente possa se recuperar eleitoralmente, considerando essas informações de pesquisas, e a gente sabe que pesquisa é uma fotografia do momento, quem sabe amanhã se isso não estará modificado ou quem sabe também qual é a certeza, qual é a garantia que as candidaturas postas serão apenas essas duas.

AGORA RN: Então o senhor espera ter Bolsonaro em seu palanque em 2022?
Benes Leocádio: Se a decisão do grupo da base de apoio ao governo dele for o meu nome, é natural que sim, por que não?

AGORA RN: O senhor votou no 2º turno em Fátima Bezerra (PT) para o governo do Estado. Como é agora ter que combatê-la?
Benes Leocádio: Eu aprendi que em política compromisso assumido também é para ser cumprido e, nós votamos na governadora Fátima em 2018, em um arranjo político de apoio a ela do PSDB e do nosso PTC e tínhamos um compromisso de, após consultadas as lideranças desses partidos naquela época caminharíamos juntos, mesmo tendo sido voto vencido em contrário a essa decisão. Assim como todos os potiguares em sua grande maioria apostaram no nome de Fátima Bezerra para governadora. Hoje dentre muitos que estão desiludidos e desencantados, estão querendo uma nova opção. Na verdade, hoje a gente escuta mais uma preocupação de se cumprir ideologias de um partido político, no caso o PT, já reprovado a nível nacional em 2018, e reprovado em todas as capitais do Brasil em 2020, e ao meu ver, pela indicação das pesquisas de rejeição ao nome de Fátima, deverão também rejeitar nas urnas em 2022 aqui no Rio Grande do Norte.

AGORA RN: Fátima, na opinião do senhor, foi uma decepção?
Benes Leocádio: Eu diria que é mais uma frustração muito grande para os potiguares, as pessoas que conhecem a história de Fátima Bezerra dizendo exatamente a comprovação de que essa avaliação não tem sido positiva da forma como ela tem tratado os potiguares. Então, acho que o governo fracassou.

AGORA RN: O MDB teve uma reunião com o ex-presidente Lula praticamente defi nindo uma aliança que virá também como uma aliança nacional. Mesmo assim, o senhor pretende procurar o presidente Walter Alves e o ex-governador Garibaldi Filho?
Benes Leocádio: Esse período é natural dessas conversas, tanto com a oposição ao governo Fátima, no caso, Walter e Garibaldi, que sempre estiveram em lados opostos ao PT aqui no estado, como também da nossa pré-candidatura de ouvir todos os que fazem parte do processo de pré-definição de candidaturas, que ouvimos de relatos tanto do ex-senador Garibaldi, como do deputado Walter, que nenhuma decisão foi tomada e que ouvirá as suas bases. Se eles ouvirem o que eu estou conversando não só com partidos de base do MDB, mas de muitos outros, será muito difícil esse casamento com o PT sair.

AGORA RN: O prefeito de Natal Álvaro Dias é do PSDB, já anunciou que apoia a candidatura de Rogério Marinho a senador, mas disse que não tem compromisso com o senhor.
Benes Leocádio: É respeitável, a gente escuta nas ruas até de que o prefeito Álvaro poderá ser um pré-candidato ao governador e ele tem reiteradamente negado isso. Sei que Natal o reelegeu, para um mandato de quatro anos.

AGORA RN: Mas o senhor irá procurar o Prefeito de Natal, Álvaro Dias?
Benes Leocádio: É natural. O mais importante eleitor da capital potiguar hoje é o prefeito Álvaro. E quem é o pré-candidato que não desejaria receber o seu apoio?

AGORA RN: As pesquisas estão mostrando que a pré-candidatura do senhor, até o momento, não atingiu um patamar satisfatório e, mostra também que a governadora no exercício do mandato perde para os brancos, nulos e indecisos. Ou seja, não tem nenhum candidato que ainda caiu na graça do eleitor. Como o senhor pretende vencer essa barreira de resistência do eleitorado?
Benes Leocádio: Eu acho isso muito cedo, nós estamos há praticamente 30 dias com a admissibilidade de candidaturas. A campanha ainda virá pela frente e ninguém tem uma eleição definida um ano antes. Do mesmo jeito que está sendo colocado e a gente sabe que essas pesquisas apontam a governadora perdendo para qualquer um, ou seja, não ganhando para ninguém, se considerar votos brancos, nulos. Então eu tenho a certeza e tenho defendido que qualquer nome, em um arranjo político dos partidos de oposição, e com o sentimento do povo potiguar, derrotará a governadora Fátima.

AGORA RN: Vamos dizer que alguma instituição chamasse o senhor e Fatima Bezerra para um debate. O senhor iria?
Benes Leocádio: Não vejo dificuldade nenhuma. Se você vai debater em 2022, por que não agora? Estou pronto!

AGORA RN: O que Benes tem de novo ou diferente para apresentar ao eleitorado?
Benes Leocádio: Eu não diria novo, nem diferente, eu traria minha experiência, minha história de vida, como gestor, como executivo que fui durante 20 anos, e claro de um município de pequeno porte, mas as políticas públicas são as mesmas, tanto no estado, quanto no município, como na União. E outra coisa, sem extremismo, sem radicalismo, com o interesse de melhor a qualidade de vida do cidadão. Eu, se estivesse na condição de representante do executivo estadual, jamais ficaria nessa briga extrema entre união e Estado, que quem perde é a população.

AGORA RN: A candidatura de Benes Leocádio tem volta?
Benes Leocádio: A volta que eu diria é de andar esse Estado. É pra valer. Tenho me colocado não como uma candidatura intransigente ou de minha vontade própria, porque acho que candidatura de si próprio não vai a lugar nenhum.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.