BUSCAR
BUSCAR
Tráfico de influência
“Álvaro está usando a máquina de forma abusiva na eleição”, diz Kelps sobre esquema com terceirizadas
Prefeito de Natal pode virar alvo de uma investigação na Câmara Municipal por usar de sua influência como prefeito para empregar cabos eleitorais em empresas que prestam serviços ao Município
Redação
02/10/2020 | 16:44

O candidato do Solidariedade à Prefeitura do Natal, Kelps Lima, disse nesta sexta-feira 2 que o prefeito Álvaro Dias (PSDB), que é candidato à reeleição, “está usando a máquina pública de forma abusiva na eleição”.

Em entrevista ao Agora RN, o candidato defendeu a abertura, na Câmara Municipal, de uma investigação contra o prefeito por envolvimento no suposto esquema com empresas terceirizadas denunciado pelo vereador Cícero Martins (Progressistas).

Segundo Kelps, “chegou a hora de a Câmara Municipal mostrar a sua independência” e investigar o prefeito sobre o tema.

O Agora RN mostrou, em reportagem publicada nesta sexta-feira, que Álvaro Dias pode virar alvo de uma investigação na Câmara Municipal por usar de sua influência como prefeito para empregar cabos eleitorais em empresas que prestam serviços ao Município.

Segundo o vereador Cícero Martins, que denunciou o esquema na última quinta-feira 1º, como retribuição pela indicação, essas pessoas, apesar de serem contratadas oficialmente pelas empresas privadas, estariam sendo coagidas a votar no prefeito e nos candidatos a vereador que são aliados, sob pena de perderem o emprego.

Em tese, a gestão municipal não deveria ter influência sobre os servidores das empresas terceirizadas. Esses funcionários não são subordinados ao poder público e sequer recebem seus salários pela Prefeitura. Eles são pagos pelas empresas – essas sim, contratadas para prestar serviços de mão de obra para o Município por tempo determinado.

Álvaro Dias declarou, em nota, que não tem envolvimento no suposto esquema. “O prefeito desconhece completamente e não concorda com qualquer tipo de atitude de uso da máquina para pedido de votos”, afirmou a Prefeitura, em nota encaminhada ao Agora RN.

Para investigar o assunto, Cícero Martins propôs a abertura de uma Comissão Especial de Inquérito (CEI). Até esta sexta-feira, três vereadores haviam assinado o requerimento: Fúlvio Saulo Mafaldo (Solidariedade) e Maurício Gurgel (PV), além do próprio autor. São necessários 10 votos para que a comissão seja instalada na Câmara.

Kelps declarou que o Solidariedade vai recomendar aos dois vereadores que têm assento na Câmara Municipal que assinem o pedido para abrir a CEI. Além de Fúlvio Saulo Mafaldo, que já assinou, o partido tem ainda o vereador Klaus Araújo.

Em pronunciamento na Câmara, o vereador do Progressistas sugeriu que a indicação de funcionários de empresas terceirizadas por gestores públicos é comum, mas que neste ano a prática pode desequilibrar a eleição a favor de Álvaro Dias. “Quando coloca 10, 12 cargos para vereadores, apesar da imoralidade, não vai interferir na eleição. Agora 300 cargos [para cada um] interferem”, enfatizou.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.