BUSCAR
BUSCAR
Efeito
Obras do Governo Cidadão são suspensas temporariamente
Motivação para decisão surgiu em virtude da situação de emergência causada pelo avanço do coronavírus
Redação
23/03/2020 | 15:14

O secretário de Gestão de Projetos e Metas, Fernando Mineiro, determinou a suspensão temporária das obras realizadas pelo Governo do Estado por meio do Projeto de Desenvolvimento Sustentável do RN – Governo Cidadão – com recursos do empréstimo do Banco Mundial. O motivo é a situação de emergência causada pelo avanço do Coronavírus.

“Estamos seguindo as recomendações do Ministério da Saúde e da  Secretaria de Saúde Pública do Estado (Sesap-RN), entendendo que o momento exige sensibilidade, cuidado e serenidade, nos somando ao esforço governamental para conter o vírus”, explicou o gestor. Ele destacou que esta semana será um período decisivo no combate ao coronavírus, e que é preciso o empenho de todos nesse esforço coletivo.

A decisão foi informada por meio de ofício circular enviado às empresas executoras, fiscais e beneficiários. O documento segue as recomendações do Decreto Estadual No 29.541, de 20 de março de 2020. O texto ainda foi encaminhado aos gestores e técnicos do projeto.

As empresas prestadoras de serviços ligadas ao Projeto Governo Cidadão foram orientadas a suspender provisoriamente, o mais rápido possível, as suas atividades a partir desta segunda-feira (23),  de forma a limitar o fluxo de pessoas em espaços coletivos,  mitigando a disseminação do vírus.

“A gente reforça que essa é uma situação temporária. Novas medidas estão sendo pensadas para que ninguém saia prejudicado. O momento é de assegurar o isolamento social de toda população e, principalmente, dos profissionais envolvidos direta e indireta nas obras contratadas”, explicou Mineiro. Ele disse que, em breve, serão anunciadas medidas para os cronogramas de execução sejam compensados e que os processos pertinentes às obras não sejam prejudicados.

O secretário de Gestão de Projetos e Metas, Fernando Mineiro, determinou a suspensão temporária das obras realizadas pelo Governo do Estado por meio do Projeto de Desenvolvimento Sustentável do RN – Governo Cidadão – com recursos do empréstimo do Banco Mundial. O motivo é a situação de emergência causada pelo avanço do Coronavírus.

“Estamos seguindo as recomendações do Ministério da Saúde e da  Secretaria de Saúde Pública do Estado (Sesap-RN), entendendo que o momento exige sensibilidade, cuidado e serenidade, nos somando ao esforço governamental para conter o vírus”, explicou o gestor. Ele destacou que esta semana será um período decisivo no combate ao coronavírus, e que é preciso o empenho de todos nesse esforço coletivo.

A decisão foi informada por meio de ofício circular enviado às empresas executoras, fiscais e beneficiários. O documento segue as recomendações do Decreto Estadual No 29.541, de 20 de março de 2020. O texto ainda foi encaminhado aos gestores e técnicos do projeto.

As empresas prestadoras de serviços ligadas ao Projeto Governo Cidadão foram orientadas a suspender provisoriamente, o mais rápido possível, as suas atividades a partir desta segunda-feira (23),  de forma a limitar o fluxo de pessoas em espaços coletivos,  mitigando a disseminação do vírus.

“A gente reforça que essa é uma situação temporária. Novas medidas estão sendo pensadas para que ninguém saia prejudicado. O momento é de assegurar o isolamento social de toda população e, principalmente, dos profissionais envolvidos direta e indireta nas obras contratadas”, explicou Mineiro. Ele disse que, em breve, serão anunciadas medidas para os cronogramas de execução sejam compensados e que os processos pertinentes às obras não sejam prejudicados.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.