BUSCAR
BUSCAR
Coronavírus
Governo anuncia abertura de 35 novos leitos em Natal e Mossoró
RN tem hoje 150 pessoas internadas vítimas de Covid-19 nas redes pública e privada
Redação
30/04/2020 | 18:03

Em continuidade à execução do Plano de Contingência de combate ao novo coronavírus, o Governo do Rio Grande do Norte instala, nesta quinta-feira (30), dez leitos de UTI no Hospital da Polícia Militar em Natal. Na sexta (1º), mais 10 leitos de UTI e 15 leitos clínicos no Hospital São Luiz estarão disponíveis em Mossoró, no Oeste potiguar.

Outros três leitos de UTI infantil também entrarão em funcionamento nesta sexta no Hospital Wilson Rosado. Além destes novos leitos, o Hospital Giselda Trigueiro, em Natal, também passará a operar com 25 respiradores para atender casos de Covid-19.

Estas informações foram confirmadas pelo secretário estadual de Saúde, Cipriano Maia. Ele explicou que apesar das negociações dos estados com o Governo Federal pouco terem evoluído em relação ao fornecimento de equipamentos médicos, equipamentos de proteção individual para os profissionais de saúde e respiradores, o RN está conseguindo avançar na oferta de leitos para assistência aos pacientes infectados pelo novo coronavírus.

Ainda na execução do Plano de Contingência, a parceria entre o Hospital da UFRN, o Governo do RN e a prefeitura de Natal vai permitir a abertura do Hospital de campanha com 17 leitos na próxima semana. Nos próximos dias, diante da necessidade e da chegada de equipamentos, outros 20 leitos poderão ser abertos no Hospital da Polícia Militar em Natal.

Na edição do Diário Oficial do Estado (DOE) desta quinta-feira, o Governo do RN efetiva mais uma medida do Plano de Contingência, ao publicar Chamada Pública para credenciamento de leitos da rede hospitalar privada para serem usados quando todos os leitos públicos estiverem ocupados.

“A pandemia continua em evolução e em curva ascendente. É necessário manter as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), dos governos estaduais e municipais, da equipe técnica do Ministério da Saúde de ficar em isolamento, distanciamento social, usar máscara em todos os ambientes e assegurar a higiene pessoal para manter a pandemia sob controle. Diminuir o ritmo da transmissão continua sendo palavra de ordem. A população deve continuar em casa, só sair para atividades essenciais para evitarmos tragédias. Precisamos ter paciência e cumprir as medidas de proteção”, reiterou Cipriano.

O secretário estadual de Saúde orienta mais uma vez que as pessoas têm que procurar unidades de saúde nos bairros e Upas diante de qualquer sintoma. Nestas unidades elas serão atendidas e, se for o caso, estabilizadas e reguladas para internamento nos leitos próprios para assistência aos casos de Covid-19.

Cipriano registrou que a disponibilização de novos leitos é um esforço conjunto do Governo do RN, prefeituras, poderes Judiciário e Legislativo, Ministério Público, empresas privadas e trabalhadores da saúde. Desde o primeiro momento o Governo do RN convocou toda a sociedade para somar no enfrentamento à pandemia. Os novos leitos são resultado do esforço conjunto. Lamentamos que alguns setores venham tentando fazer uso político partidário e eleitoral das ações de combate à pandemia. O que precisamos é de união de esforços na defesa da vida e da saúde pública. Esta é a orientação que recebemos da governadora Fátima Bezerra”, finalizou.

O RN tem hoje 150 pessoas internadas, vitimadas de Covid-19, nas redes pública e privada. Nos hospitais públicos há 90 internados em situação crítica. “Isto é muito preocupante por que não podemos chegar à situação de estados como Amazonas e Pernambuco”, considerou Cipriano.
Os casos confirmados são 1.177 confirmados. Casos suspeitos são 4.792, 56 óbitos. O Governo do RN realizou 5.047 testes rápidos e PCR, o que dá confirmação de 20%.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.