BUSCAR
BUSCAR
Entrevista
Resiliência é a maior qualidade do empresário no RN, diz Jean Valério
CEO do Fórum Negócios, um dos eventos sobre empreendedorismo mais importantes do País, fala ao Agora RN sobre a economia pós-pandemia
Redação
30/06/2020 | 06:35

Desde que o jornalista Jean Valério Gomes Damasceno abraçou o jornalismo corporativo, há alguns anos, assumindo mais recentemente a presidência do Grupo de Líderes Empresariais (LIDE RN), nenhum momento foi mais difícil do que agora. CEO do Fórum Negócios, considerado um dos maiores eventos sobre empreendedorismo do Brasil, Jean Valéria conhece como poucos as agruras impostas pela pandemia do coronavírus ao setor produtivo potiguar.

Nesta entrevista ao Agora RN, ele lamenta o tratamento dado ao empreendedor no Brasil e fala sobre as oportunidades geradas para o período pós-pandemia.

Agora RN: Como é trabalhar com os empresários potiguares quando o desafio é intermediar a troca de ideias entre eles? É difícil?

Jean Valério: Trabalhar com o empresariado do Rio Grande do Norte não é difícil. Na verdade, os empreendedores potiguares têm uma capacidade muito forte de superar adversidades. O que não é fácil é empreender num ambiente como o nosso. O poder público não enxerga a importância do empreendedorismo. Aqui o empresário é visto como bandido. Era para ser o contrário. Empresário é para ser tratado como herói. Estamos nos esforçando para criar um ambiente inovador de networking, de compartilhamento de experiências exitosas e crescimento em conjunto. Acreditamos que esse movimento pode elevar o nível de todo o nosso ecossistema. Também estamos prontos para colaborar e defender de forma incansável a livre iniciativa.

Agora RN: Hoje, quais são as questões que mais mobilizam esses empresários com esse tsunami da Covid-19?

Jean Valério: Muitos negócios quebraram com a pandemia. Outros estão respirando por aparelhos, atuando no modo sobrevivência. Alguns poucos estão crescendo, mas são apenas aqueles que atuam nos serviços essenciais. Todos estão fazendo o dever de casa, reaprendendo a vender… Não há quem consiga prever o futuro. E por isso mesmo o cuidado deve ser redobrado. Os empresários esperam que, passada essa crise de saúde, possamos ter um ambiente melhor para empreender. Todos concordam em criar uma espécie de plano de crescimento, com incentivos tributários e financeiros. As entidades de classe estão prontas para construir essa retomada.

Agora RN: Existe, com base na sua experiência local do Lide, algo que defina o empresário potiguar em poucas palavras?

Jean Valério: Resiliência, criatividade e capacidade de adaptação. Muitos estão descobrindo novas formas de sobreviver, estão adequando os seus negócios.

Agora RN: A gente sempre se pergunta como ficará o mundo no pós-pandemia. O que angustia mais os empresários potiguares nesse momento?

Jean Valério: Ninguém tem as respostas para o futuro. Hoje o que mais angustia é não poder produzir. Com o sistema de saúde em colapso, as restrições continuam e as empresas não conseguem produzir. A economia travou. Empregos estão deixando de existir. Cresce o número de desempregados. A maior angustia é a espera para o início do Plano de Retomada Econômica Gradual no RN. Entendemos a posição da governadora Fátima Bezerra, mas a economia está na UTI há tempos. Creio que ela vai encontrar o meio termo e liderar essa retomada de forma gradual, de uma maneira que prejudique o sistema de saúde.

Agora RN: Agora que o desemprego bate à porta, como vê a imposição de empreender por necessidade e não só por vocação ou paixão?

Jean Valério: Excelente pergunta essa. Há duas formas de empreender. Empreender por oportunidade. Ou empreender por necessidade. O melhor é que seja por oportunidade. Mas, neste momento de crise, enquanto milhares de vagas de empregos estão se fechando, surgem novos empreendedores, que são os empreendedores por necessidade. São pessoas que precisam fazer algo para colocar comida em casa e sustentar a família. Esse homem ou essa mulher que, desempregado agora, precisa se virar. É na dor que ele vai encontrar o caminho do empreendedorismo. Alguns conseguem agregar paixão depois. Estes podem ir sim muito mais longe do que imaginam.

Agora RN: Você acha que nossa cultura empreendedora vem se tornando mais colaborativa ou ainda o empresário é um ser individual?

Jean Valério: Sinceramente, acredito que estamos começando a viver uma mudança de mentalidade, que vai gerar em seguida uma mudança de cultura. Essa visão macro, de estar disposto colaborar, vai mudar a nossa realidade. É claro que a maioria das pessoas ainda permanece com a mentalidade antiga de pensar primeiro em si. Mas eu carrego comigo o forte propósito de difundir a necessidade de vivermos num ecossistema empreendedor colaborativo. Sozinho até poderemos ir rápido. Mas se estivermos juntos iremos muito mais longe.

Agora RN: Poderia nos fazer um breve balanço das grandes teses debatidas no âmbito do Lide e do Fórum de Negócios?

Jean Valério: O LIDE – Grupo de Líderes Empresariais é um ambiente de elevado networking mais focado em gerar grandes negócios e debater questões macroeconômicas. Nestes primeiros seis meses, o LIDE atuou em temas relevantes como: a política tributária estadual, o cenário de investimentos para o mercado de capitais e a bolsa de valores, o futuro do varejo, crédito emergencial do Banco do Nordeste. Também temos conexão direta com pautas nacionais e internacionais. Já o FÓRUM NEGÓCIOS é uma com unidade de empreendedores, uma espécie de academia com clube de negócios. O FORUM está mais focado em captar e compartilhar conhecimento para o desenvolvimento pessoal e também empresarial. O Fórum vem realizando uma série de lives e eventos voltados para o empreendedor que precisa se reinventar. Eu destacaria três temas que estão sendo trabalhados com muita força: gestão, marketing digital e vendas. Esse é o tripé que considero fundamental para o sucesso de qualquer empresa ou empreendedor.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.