By Night
Um dos programas de maior audiência da 96 FM ainda deixa muita saudade
Locutor oficial do By Night, Josenildo Cladas relembra curiosidades do programa mais romântico da FM natalense, que marcou época
José Aldenir/ Arquivo pessoal
Com 39 anos de rádio, o veterano Josenildo começou na profissão em 1972

Se você tem 40 anos ou mais, certamente escutou o programa 96 By Night, na rádio Reis Magos FM. Sem dúvida, uma atração que marcou época em Natal, com flashbacks nacionais e internacionais, entre às 22h e 02h, de segunda às sextas-feiras. Com a proposta de levar romantismo e boa música aos ouvintes, o By Night estreou em 1987 e seguiu até 2014 com seu locutor oficial, Josenildo Caldas.

Hoje, aos 65 anos, Josenildo está aposentado e não pretende mais voltar ao rádio. Prefere cuidar de seu sítio, em São José do Mipibu, na Grande Natal. Dono de uma voz marcante, de timbre grave, ele ficou famoso pelas frases irreverentes que falava, quase sussurrando, entre uma música e outra. Apesar das boas lembranças, admite não ter mais o pique de antes para enfrentar uma jornada de trabalho pela ‘madruga’ – como costumava falar no programa.

E se não é de hoje que o rádio desperta o imaginário popular por meio do apelo emocional das palavras, imagine com o locutor estimulando emoções ao declarar: “Um By Night pra você que está na idade da loba… Que sabe dar amor a quem merece… Que é uma mulher assumida e pretende encontrar o homem da sua vida”. Deu certo! Com isso, Josenildo conquistou inúmeros fãs durante anos.

Evangélico de berço, ele lembra com certa discrição o assédio das mulheres. Muitas compareciam à rádio, no horário do programa, simplesmente para pegar um autógrafo, fazer fotos ou até mesmo dar uma ‘cantada’ ousada. “Sempre tratei os ouvintes com muito respeito e educação. Sou filho de um pastor presbiteriano e tenho minhas reservas morais, sempre preservando os bons costumes e os princípios cristãos”, observou.

Diante da própria natureza do rádio, muita gente reconhece Josenildo Caldas nas ruas simplesmente pela voz – barítono. “Uma vez estava numa padaria e, ao conversar na fila do caixa, um rapaz perguntou se eu era profissional de rádio. Ao concordar, ele novamente questionou se eu era o cara do ‘By Night’. Engraçado que, ultimamente, tenho encontrado muitos colegas que afirmam sentir falta do programa, perguntam porque acabou. De fato, o By Night era um sucesso. Natal toda escutava. Era ouvinte no trabalho, tentando dormir, namorando no carro, no motel…”.

Ao ser questionado sobre o motivo do fim do programa, Josenildo foi rápido: “Porque eu saí, sou insubstituível (risos)”. Para ele, os proprietários de rádio em Natal precisam valorizar mais a noite e apostar em uma programação mais romântica. “Nada de forró, de brega ou funk. A turma quer ouvir algo mais suave, reviver sonhos, apostar na emoção. Na madruga, costumo dizer que os gatos são mais pardos. É muita magia, muita viagem”.

Com 39 anos de rádio, o veterano Josenildo começou na profissão em 1972, na FM Correio da Paraíba, em João Pessoa. Depois que sua família se mudou para Natal, ele foi integrar o time de radialista da rádio Poti, sempre noticiando boletins jornalísticos (Galo Informa) a cada hora. Depois disso, veio o convite para trabalhar no mesmo ofício na 96 FM. Após cinco anos, surgiu a oportunidade de ser disc-jóquei em algum programa na rádio. Ele, então, escolheu trabalhar à noite, mesmo contrariando os colegas. “Muitos falavam que não daria certo comandar um programa noturno, que o natalense não tinha o costume de ouvir rádio nesse horário. Grande erro. Prova disso foi o sucesso do By Night, criado pelo fundador da 96 FM, Seu Sinedino”, comemorou.