BUSCAR
BUSCAR
Sonho interrompido
Whindersson Nunes fala sobre luto: ‘Imaginava meu filho subindo no palco comigo’
Comediante mescla humor e sensibilidade para expressar angústias e tristezas: 'Às vezes sinto o cheiro do fundo do poço'
O Globo
19/07/2021 | 16:50

Whindersson Nunes fez da internet um divã. Em vídeo que destoa de todas as produções regadas ao humor escrachado do youtuber (assista abaixo), o piauiense de 26 anos mescla humor e sensibilidade para expressar as dores e angústias que absorveu nos últimos meses — no fim de maio, João Miguel, o primeiro filho de Whindersson, fruto de seu relacionamento com a estudante e humorista Maria Lina, morreu dois dias após parto prematuro.

“Às vezes eu sinto o cheiro do fundo do poço. Tem dias que na minha cabeça fica só rolando um eco, sabe? Imaginava meu filho subindo no palco comigo em Manaus”, diz o comediante no vídeo intitulado “Psiquiatra”, em que ele dialoga com um profissional da saúde mental, representação de sua própria mente, como ressalta a história.

O roteiro, assinado por Whindersson em parceria com Bruno Lima, expõe os conflitos do humorista com a fama, o público e, sobretudo, as maneiras de lidar com a dor. O ator e cantor Seu Jorge faz uma participação especial no vídeo ao lado do também ator Carlos Grillo.

“Fico fora da realidade porque parece que sou um monte de gente. Só que eu não sou um monte de gente. Tá legal que um monte de gente me vê. Mas eu não sou um monte de gente. Eu só sou eu mesmo”, frisa o youtuber, que ironiza o amor excessivo proporcionado pela fama ao ganhar itens como capinhas e carregadores de celulares e até mesmo uma melancia com a imagem de seu rosto.

“Famoso é trabalhar onde, doutor? Famoso não é trabalho. Trabalho é o cara que cata lixo, o que é pedreiro, o que é ator…”, afirma Whindersson, reconhecendo que precisa “largar mão” de assuntos irrelevantes que costumava tratar em seus vídeos mais antigos. “Você precisa se informar, ajudar os seus. Você precisa colorir seus pensamentos”, aconselha Seu Jorge, intérprete do psiquiatra no vídeo.

Whindersson Nunes, 30,1 milhões de inscritos. Canal do comediante e cantor Whindersson Nunes, do Piauí. Seus vídeos de humor já alcançaram 2,5 bilhões de visualizações desde que foi criado, em 2013 Foto: Divulgação
Whindersson Nunes, 30,1 milhões de inscritos. Canal do comediante e cantor Whindersson Nunes, do Piauí. Seus vídeos de humor já alcançaram 2,5 bilhões de visualizações desde que foi criado, em 2013 Foto: Divulgação
Felipe Neto, 42,5 milhões de inscritos. Foi o primeiro youtuber a ter um milhão de inscritos no Brasil. Alcançou popularidade em vídeos nos quais comentava celebridades, cotidiano e cultura, em tom ácido e cômico. É fundador da empresa Paramaker Foto: Ricardo Matsukawa
Felipe Neto, 42,5 milhões de inscritos. Foi o primeiro youtuber a ter um milhão de inscritos no Brasil. Alcançou popularidade em vídeos nos quais comentava celebridades, cotidiano e cultura, em tom ácido e cômico. É fundador da empresa Paramaker Foto: Ricardo Matsukawa
Rezendeevil, 17,8 milhões de inscritos. Pedro Afonso Rezende chegou a ser jogador de futsal na Itália, mas largou a carreira ao transformar seu canal, sobre o game 'Minecraft', num sucesso. Já escreveu livros e peça baseados neste universo Foto: carmenkley
Rezendeevil, 17,8 milhões de inscritos. Pedro Afonso Rezende chegou a ser jogador de futsal na Itália, mas largou a carreira ao transformar seu canal, sobre o game ‘Minecraft’, num sucesso. Já escreveu livros e peça baseados neste universo Foto: carmenkley
CanalCanalha, 16,9 milhões de inscritos. Canal do paulista Júlio Cocielo, pivô de polêmicas por posts racistas. Ator e humorista, ele chegou a participar do programa 'Pânico na Band' Foto: Reprodução da internet
CanalCanalha, 16,9 milhões de inscritos. Canal do paulista Júlio Cocielo, pivô de polêmicas por posts racistas. Ator e humorista, ele chegou a participar do programa ‘Pânico na Band’ Foto: Reprodução da internet
Luccas Neto, 16,7 milhões de inscritos. Irmão de Felipe Neto, com quem tem um outro canal, 'Irmãos Neto'. Seu canal, voltado para crianças entre 6 e 9 anos, passou por reformulações após receber críticas por estímulo ao consumo de junkie food Foto: Reprodução da internet
Luccas Neto, 16,7 milhões de inscritos. Irmão de Felipe Neto, com quem tem um outro canal, ‘Irmãos Neto’. Seu canal, voltado para crianças entre 6 e 9 anos, passou por reformulações após receber críticas por estímulo ao consumo de junkie food Foto: Reprodução da internet
AuthenticGames, 14,3 milhões de inscritos. Canal criado pelo mineiro Marco Túlio, sobre a plataforma do game 'MineCraft'. Já lançou livros (entre eles a autobiografia 'Vivendo uma vida autêntica') e viaja em turnê com os shows baseados nos seus vídeos Foto: Rafael Duarte
AuthenticGames, 14,3 milhões de inscritos. Canal criado pelo mineiro Marco Túlio, sobre a plataforma do game ‘MineCraft’. Já lançou livros (entre eles a autobiografia ‘Vivendo uma vida autêntica’) e viaja em turnê com os shows baseados nos seus vídeos Foto: Rafael Duarte
5incominutos, 11,2 milhões de inscritos. Canal da atriz, youtuber, apresentadora, escritora e roteirista curitibana Kéfera Buchmann. Chegou a ser apontada em 2016 pela revista 'Forbes' como uma das jovens mais promissoras do Brasil Foto: PAULO BELOTE
5incominutos, 11,2 milhões de inscritos. Canal da atriz, youtuber, apresentadora, escritora e roteirista curitibana Kéfera Buchmann. Chegou a ser apontada em 2016 pela revista ‘Forbes’ como uma das jovens mais promissoras do Brasil Foto: PAULO BELOTE
Canal Nostalgia, 11,1 milhões de inscritos. Criado pelo apresentador de TV, designer gráfico, blogueiro e ator paulista Felipe Mendes Castanhari em 2011, o canal é voltado para memórias da cultura pop das últimas décadas Foto: Reprodução
Canal Nostalgia, 11,1 milhões de inscritos. Criado pelo apresentador de TV, designer gráfico, blogueiro e ator paulista Felipe Mendes Castanhari em 2011, o canal é voltado para memórias da cultura pop das últimas décadas Foto: Reprodução
Manual do Mundo, 10,6 milhões de inscritos. Criado em 2008 pelo jornalista Iberê Thenório e por sua mulher, a terapeuta ocupacional Mariana Fulfaro, o canal é especializado em conteúdos educativos e de entretenimento. Já virou livro e programa de TV Foto: Divulgação
Manual do Mundo, 10,6 milhões de inscritos. Criado em 2008 pelo jornalista Iberê Thenório e por sua mulher, a terapeuta ocupacional Mariana Fulfaro, o canal é especializado em conteúdos educativos e de entretenimento. Já virou livro e programa de TV Foto: Divulgação
AM3NIC, 10,6 milhões de inscritos. Criado em 2012 pelo paranaense Eduardo Fernando, conhecido como Edukof, o canal é voltado para o público infantojuvenil. Assim como RezendeEvil e AuthenticGames, ele se dedica a videogames Foto: Reprodução
AM3NIC, 10,6 milhões de inscritos. Criado em 2012 pelo paranaense Eduardo Fernando, conhecido como Edukof, o canal é voltado para o público infantojuvenil. Assim como RezendeEvil e AuthenticGames, ele se dedica a videogames Foto: Reprodução

Ao fim da produção com pouco mais de dez minutos, Whindersson avisa que o formato de seus vídeos não será alterado: “Esse vídeo (‘Psiquiatra’) foi só para eu voltar (ao YouTube). Logo mais tem paródias, vlogs e tudo o mais. (Isso o que fiz) é só um ponta

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.