BUSCAR
BUSCAR
Assistência
Vereador de Natal cobra entrega de cestas básicas e afirma que prefeitura já tem dinheiro
Entrega de cestas básicas é uma forma de garantir a segurança alimentar dos estudantes
Redação
08/09/2020 | 05:15

O vereador Maurício Gurgel (PV) voltou a cobrar nesta segunda-feira 7 que a Prefeitura do Natal agilize a entrega da segunda remessa de cestas básicas para famílias de estudantes da rede municipal de ensino. Ele vem fazendo a solicitação há três meses, desde que a primeira remessa foi entregue.

O parlamentar reclama que, durante a pandemia do novo coronavírus, apenas uma remessa de alimentos foi distribuída, o que não foi suficiente para suprir a demanda nos últimos meses de isolamento social, já que os kits foram montados para durar até um mês. Os alunos estão sem ir à escola desde a última semana de março.

A entrega dos alimentos por meio das cestas básicas é uma forma de garantir a segurança alimentar dos estudantes enquanto as aulas presenciais seguem suspensas na rede municipal. Isso porque, lembra Maurício Gurgel, a merenda escolar é a principal ou, em alguns casos, a única refeição do dia para boa parte dos alunos.

Já há previsão orçamentária para a compra das cestas básicas. Em abril, a Câmara Municipal aprovou uma lei que autoriza a Secretaria de Educação a transferir os recursos da merenda escolar para a compra de kits alimentares durante a pandemia. A lei entrou em vigor no dia 3 de abril, após sanção do prefeito Álvaro Dias.

O vereador ressalta que, portanto, não há gasto extra para o Município de Natal na distribuição dos kits.

“Quero lamentar a demora da Secretaria de Educação para entregar a segunda remessa de cestas básicas. A gente aprovou um projeto que autoriza a utilização do dinheiro da merenda para a compra das cestas, mas até agora a prefeitura só entregou uma cesta. Estão alegando questões burocráticas, mas outros municípios menores já entregaram mais de uma cesta”, enfatiza Maurício Gurgel.

Em junho, atendendo a uma convocação de Maurício Gurgel, a secretária de Educação, Cristina Diniz, foi à Câmara Municipal prestar esclarecimentos sobre o assunto e disse que em até 20 dias a segunda remessa de alimentos seria entregue. Dois meses depois, contudo, as famílias seguem à espera das cestas.

“Já tem recursos para isso. O que está faltando é entregar. Não estão gastando nada mais, pois estão usando o dinheiro da merenda escolar. A secretária já disse que tem dinheiro em caixa. Enquanto isso, as mães ficam cobrando”, afirma Maurício.

A entrega das cestas básicas beneficia famílias de 58 mil estudantes da rede municipal de ensino. Os kits, que substituem as merendas, têm 15 Kg de alimentos e incluem itens como arroz, feijão, macarrão, biscoitos e café. Na primeira remessa, os alunos com algum tipo de restrição alimentar, como diabéticos, receberam os gêneros alimentícios de maneira diferenciada.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.