BUSCAR
BUSCAR
Perigo
Veja como se prevenir do “Golpe do Delivery”, aplicado em entregas
Basicamente, o golpe funciona com a utilização de dados de cartões de crédito
R7
31/07/2021 | 17:40

De acordo com o Procon SP , golpes envolvendo aplicativos de comida cresceram 186%. A comparação leva em conta o período de janeiro a maio de 2021 em relação a 2020. O golpe chamado entrega também utiliza clonagem de cartão.

Basicamente, o golpe funciona com a utilização de dados de cartões de crédito. Não há necessidade de furtar, roubar ou reproduzir uma cópia do cartão. Apenas os dados já bastam para que o estelionatário aplique o crime.

Dessa forma, uma vítima não tem a sensação de estar sendo lesada. Valores descontados dos valores, o dono do cartão só percebe a falta do dinheiro após dias ou meses.

Em um vídeo que circula nas redes sociais, a aplicação do golpe foi flagrada e divulgada. Um entregador de grava os dados do cartão sem que a vítima perceba. Ele apenas usa um discurso para ficar a sós com o documento.

A pessoa entrega o cartão para que seja inserido na maquininha. Depois o entregador se distancia, simulando ausência de sinal de internet. “Vou pegar o sinalzinho da máquina, tá? Quando tem muito pedido na rua, elas ficam doidinhas ”, diz o golpista.

Com os dados do cartão em mãos o golpe já está pronto para ser dado. Basta realizar compras pela internet ou tentar realizar pagamentos online.

Para aplicar o golpe do delivery, basta o criminoso se apoderar de alguns dados. Nome, número, vencimento e CVV, todos esses dados ficam impressos no cartão.

Após finalizar a entrega, a vítima nem percebe que foi alvo de um criminoso naquele curto espaço de tempo.

Sempre registre a ocorrência

Ainda que seja dificil prever ou mesmo prevenir um golpe, sempre que seja registrado o fato. A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo adverte para a lavratura de um Boletim de Ocorrência.

“É essencial o registro de ocorrências criminais, seja em delegacia física ou por meio da Delegacia Eletrônica, para que os crimes sejam devidamente investigados e os autores, presos. No caso de estelionato, uma representação criminal por parte da vítima é necessária, conforme determina a lei ”, destacou em nota a BBC News.

Por outro lado, sempre que possível, evite o pagamento físico da entrega. Prefira pagar o pedido online, é o que requer o Procon.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.