BUSCAR
BUSCAR
Discussão
Rede pública de Natal não vai retomar aulas presenciais em agosto
Rede municipal de educação iniciou planejamento das medidas biossanitárias para unidades de ensino da capital; Secretaria quer testar todos os professores antes de promover o retorno das aulas
Jalmir Oliveira
27/07/2020 | 23:44

A Secretaria de Educação de Natal (SME) ainda não definiu data para a retomada das aulas presenciais para escolas e Centros Municipais de Ensino Infantil (Cmei). A pasta espera ter um panorama mais preciso a partir da segunda quinzena de agosto, após análise da evolução epidemiológica da Covid-19 na capital potiguar.

Apesar de não ter data definida, a Secretaria de Educação descarta retomar o calendário no próximo mês. Enquanto isso, a pasta já iniciou o planejamento das ações de prevenção e segurança para a retomada das aulas.

“Muito embora não tenhamos ainda uma data prevista. Estamos dialogando com o comitê cientifico do município, que vem orientando as ações de enfrentamento [da Covid-19] pela prefeitura. Estamos trabalhando as ações de biossegurança, questões pedagógicas e de pessoal, bem como a aquisição de materiais que serão utilizados para o retorno. Estamos dialogando também com os gestores das unidades de ensino, que deram sugestões para a retomada. É preciso muita cautela, e o retorno precisa ser feito com muito cuidado”, disse Cristina Diniz, titular da pasta.

Ainda de acordo com ela, as aulas presenciais serão feitas de forma escalonada, com o retorno gradual das turmas, além da redução do número de alunos dentro das salas de aula.

Atualmente, a rede municipal tem 146 unidades de ensino (72 escolas de ensino fundamental e 74 centros de educação infantil). A estrutura atende 58 mil alunos das redes de educação infantil, ensino fundamental e educação de jovens e adultos. Além disso, o município tem quatro mil professores.

Segundo Cristina Diniz, apesar de o Governo do Estado ter sinalizado o dia 17 de agosto como a possível de retorno das aulas presenciais, a rede municipal não vai acompanhar esta previsão de reabertura das salas de aula. “Talvez seja um equívoco sobre o retorno das aulas municipais em agosto”, ressaltou.

Um dos problemas enfrentados pela pasta, segundo Cristina Diniz, esta relacionado com as estruturas das unidades municipais de ensino. Enquanto, segundo ela, algumas escolas têm estruturas modernas, outras ainda carecem de reformas estruturais para garantir a segurança biossanitária para estudantes e os servidores da educação. “Temos realidades bem diferentes. Alguns centros de ensino são de primeiro mundo, todos equipados com o que há de melhor, mas há outras unidades, como creches, que ainda estão em casas alugadas”, detalhou.

Sobre o protocolo de retomada das aulas, a SME já definiu boa parte das ações que serão aplicadas nas unidades de ensino de Natal. “Antes do retorno, nós temos de fazer algumas ações. A primeira delas é a visita às unidades escolares, para saber quais delas precisam de reforma. Precisamos também conversar com os pais para mostrar sobre a realidade da nova escola”, disse.

Entre as medidas definidas estão a redução do número de alunos em sala de aula, aumento da higienização das áreas internas, distribuir Equipamentos de Proteção Individual (EPI) para toda a comunidade escolar, restrição de atividades coletivas e a desativação de bebedouros.

As turmas vão funcionar de forma escalonada, com alunos revezando a ida às escolas, para reduzir o número de pessoas dentro das salas de aulas. Estes espaços, por sinal, terão de funcionar com ventilação natural.

Além disso, a perspectiva é de que os turnos de aula sejam reduzidos, para permitir que os funcionários possam desinfetar as escolas antes da chegada de novas turmas. O trabalho de limpeza teve auxílio da Marinha do Brasil, que capacitou os servidores das escolas com as técnicas de sanitização.

A secretária municipal também espera promover a testagem em massa de todos os professores da rede municipal ainda em agosto. Para isso, segundo ele, será feito um planejamento com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Para garantir maior segurança dos docentes, a Educação municipal vai promover concurso para contratar professores temporários. “Irão substituir os profissionais que se enquadrarem na classificação de risco”, disse.

A Secretaria Municipal de Educação também planeja iniciar ainda em agosto o programa de distribuição da alimentação para os alunos da Rede Municipal de Ensino de Natal. A pasta está na fase interna da contratação, finalizando as especificações e quantitativos. A expectativa é de ainda na primeira quinzena de agosto seja dado início à distribuição para os 58 mil alunos da Rede Municipal de Ensino.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.