BUSCAR
BUSCAR
Saúde mental
Projeto que leva para escolas medidas de conscientização sobre depressão é aprovado na ALRN
Lei inclui medidas de conscientização, prevenção e combate à depressão, automutilação e suicídio no projeto pedagógico elaborado pelas escolas públicas e privadas do RN
Redação
11/08/2021 | 13:15

A Assembleia Legislativa do RN aprovou na manhã desta quarta-feira 11 o Projeto de Lei que trata da inclusão de medidas de conscientização, prevenção e combate à depressão, automutilação e suicídio no projeto pedagógico elaborado pelas escolas públicas e privadas de educação básica em todo o RN. De autoria do deputado Kleber Rodrigues (PL), a proposta recebeu apoio dos parlamentares presentes na votação durante a sessão plenária.

“A incidência de depressão, automutilação e suicídio entre crianças, adolescentes e jovens, tem chamado a atenção para realização de uma política pública mais eficiente, pois é uma questão de saúde pública. Existem pesquisas que apontam os jovens como um dos principais grupos vulneráveis a suicídio”, justificou Kleber Rodrigues.

De acordo com a proposta, entre as ações a serem desenvolvidas estão incluídas palestras, debates, distribuição de cartilhas de orientação aos pais, alunos, professores, servidores e outras iniciativas.

O deputado estadual Hermano Morais (PSB) citou o caso do jovem de 16 anos Lucas Santos, filho da cantora de forró Walkyria Santos. O jovem teria atentado contra a própria vida após publicar um vídeo no TikTok. “Quero manifestar apoio ao projeto com um assunto muito atual onde houve perda de uma vida humana pelo uso cruel da internet”, destacou. O deputado Coronel Azevedo (PSC) classificou o PL como “necessário e importante à sociedade”.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.