BUSCAR
BUSCAR
Mais caro
Postos de combustíveis de Natal registra aumento de R$ 0,30 no preço da gasolina 
Segundo a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o valor médio registrado em Natal no período de 10 a 16 de janeiro era de R$ 4,86
Redação
22/01/2021 | 17:03

Os números presentes nas placas dos postos de combustíveis da capital potiguar nesta sexta-feira 22 pegaram alguns natalenses de surpresa. Isso porque o preço da gasolina comum chegou a R$ 5,19 em quase todos os postos de Natal — e o litro da gasolina aditivada a R$ 5,39. 

O aumento pode ser explicado pelo reajuste de 7,6% no preço médio do litro vendidos nas refinarias, anunciado pela Petrobras no início da semana. Esse foi o primeiro aumento de 2021.

Segundo a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o valor médio registrado em Natal no período de 10 a 16 de janeiro era de R$4,86.

Considerando essa média, o aumento visto hoje foi de pouco mais de R$0,30. O suficiente para impactar no bolso dos consumidores finais, que fizeram filas em postos onde o preço ainda não havia sido reajustado.

O eletricista e gesseiro Jailson Pereira, de 43 anos, utiliza o automóvel todos os dias para se deslocar pela cidade a trabalho, e já estava no terceiro posto de combustível buscando o menor valor para abastecer.

“O reajuste parece pouco, mas muda muito. Todo dia eu coloco R$50,00, é esse o valor que preciso para rodar. Mas agora aumentando, daqui a pouco eu vou colocar e vai dar R$70,00. Se for fazer a conta, no final de 30 dias a gente trabalha só pra colocar combustível”, afirmou.

Quem também afirma sentir o impacto nas contas é a funcionária pública do estado, Jurema Jussara, de 42 anos, que utiliza o carro, sobretudo, para se deslocar ao trabalho e ao colégio da filha.

“Utilizamos o aplicativo de desconto e cash back. Mas, ainda sim o aumento muda muito nas contas finais. Se continuar assim nós teremos que pensar em outra estratégia, levar a menina pro colégio na garupa da moto mesmo. Bota o capacetinho e segura aí”, ela brincou.

Já para o entregador Erisson Gomes, de 28 anos, o aumento no preço não faz tanta diferença. “Coloco entre $20,00 a R$25,00 reais, mas muda pouca coisa, a gente sempre vira [o valor, com as entregas], então não faz muita diferença”.

RN tem o maior preço médio do Nordeste

O Rio Grande do Norte é o estado com a maior média no preço do combustível do Nordeste. Se analisada os valores da última semana divulgados pela ANP, a média do estado (4,89) é maior em R$0,34 se comparada a São Luís, que registra a menor média da região (4,55).

Procurado pela reportagem do Agora RN, o Secretário de Tributação do Estado, Carlos Eduardo, não soube explicar o motivo pelo qual o valor é o mais alto entre os nossos vizinhos, mas afirmou que essa posição não tem a ver com questões tributárias.

“O ICMS dos combustíveis [do Rio Grande do Norte] possui as mesmas alíquotas que nossos estados vizinhos. Então posso assegurar que o motivo não tem a ver com questões tributárias”, concluiu.

Médias (10 a 16\01)
Natal: 4,869
Maceió: 4,699
Salvador: 4,663
Fortaleza: 4,750
S. L. Maranhão: 4,552
João Pessoa: 4,671
Recife: 4,650
Teresina: 4,659
Aracajú: 4,645

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.