BUSCAR
BUSCAR
Relacionamento
Número de casamentos caiu pela metade durante a pandemia no país, diz pesquisa
Dados da Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais mostram que abril teve redução de 62% no registro de matrimônios em cartórios brasileiros, com um total de 24.976 casamentos contra os 65.242 do mesmo mês do ano passado
Redação
15/06/2020 | 05:00

O número de casamentos no Brasil caiu 48% nos meses de março, abril e maio, com o isolamento social por causa do impacto da pandemia de coronavírus. Segundo os dados da Arpen Brasil (Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais), a maior queda foi em abril, de 62%, quando os cartórios realizaram 24.976 registros, ante os 65.242 do mesmo mês do ano passado.

Em maio, tradicional mês das noivas, houve 33.543 registros, uma redução de 58% em relação ao mesmo período de 2019, quando foram realizados 79.685 casamentos. Em 2020, o Rio Grande do Norte já registrou 3.240 casamentos.

“Fiquei muito chateada. Remarcar uma vez já é ruim, imagina duas vezes. Sempre quis que os parentes e as pessoas importantes para nós participassem do casamento.”Ingrid Hervatin, designer de moda, de 24 anos
Com o isolamento social, a designer de moda Ingrid Hervatin, de 24 anos, teve que adiar duas vezes seu casamento. Estava tudo pronto para ser em 25 de abril, quando saiu o decreto proibindo realização de festas.

Após conseguir encaixar uma nova data com fornecedores, em 18 de julho, e de refazer os convites, ela descobriu que na igreja só seria permitida a entrada dos noivos e de duas testemunhas.

“Apenas a partir de 31 de julho, deverá ser permitida a realização de cerimônias nas igrejas. Tive que mudar novamente. Mas já parei de chorar e me conformei”, conclui. Com tudo isso, ela só conseguiu remarcar para fevereiro do ano que vem.

Apesar de muitas casais terem adiado a troca de alianças, os casamentos não pararam durante a pandemia. Classificados como serviço essencial, os cartórios de registro civil permaneceram abertos, mas com novas regras e medidas de segurança para evitar o contágio da covid-19.

“As cerimônias têm sido realizadas seguindo todas as normas de higiene e segurança recomendadas por organizações sanitárias. Apenas os noivos e as duas testemunhas previstas em lei podem participar”, explica Andreia Gagliardi, diretora da Arpen de São Paulo.

Além disso, todos os participantes devem estar com máscaras e o álcool em gel 70% fica à disposição para que todos possam fazer a higienização das mãos na troca de alianças ou na hora de pegar a caneta ao assinar o registro.

“Nossa expectativa é que, tão logo a crise sanitária seja solucionada, possamos receber todos os casais que optaram por aguardar pela normalização e garantir que as celebrações sejam efetivadas”, afirma a diretora da Arpen-SP.

Enquanto isso, noivos têm se adaptado à nova situação em meio à pandemia. Recentemente, a atriz Bárbara Evans oficializou a união com o empresário Gustavo Theodoro em um casamento civil que contou apenas com a presença das duas testemunhas e com transmissão pelo perfil no Instagram.

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.