BUSCAR
BUSCAR
Feminicídio
Mulher morta em Parnamirim tinha medida protetiva contra ex-marido
Polícia Civil confirmou que o ex-marido é o principal suspeito de ter cometido o crime caracterizado como feminicídio no início da noite da segunda-feira 28
Redação
30/06/2021 | 09:55

Após mais de uma década de relacionamento, Anailzy Suany Marques da Costa, de 32 anos, tentava viver uma nova vida ao lado do filho, um adolescente de 12 anos, após ter se separado do marido. Ela, tinha em seu favor uma medida protetiva expedida em março pela Justiça Estadual, mas a ordem judicial não impediu que ela fosse assassinada na área comum do condomínio onde morava há três meses, em Parnamirim, na Grande Natal. A Polícia Civil confirmou que o ex-marido é o principal suspeito de ter cometido o crime caracterizado como feminicídio no início da noite da segunda-feira 28, de acordo com a Tribuna do Norte.

Segundo informações de moradores, Anailzy saía para comprar alimentos quando foi abordada pelo suspeito e foi esfaqueada. Após desferir os golpes, o suspeito fugiu pulando o muro do condomínio e não foi localizado desde então. A vítima ainda chegou a ser socorrida por moradores, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O filho do casal não estava no apartamento no momento do crime. O sepultamento de Anailzy será realizado nesta quarta-feira 30, na cidade de São Paulo do Potengi, município onde moram os familiares dela.

De acordo a assessoria de comunicação da Polícia Civil, o caso será investigado pela força-tarefa da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Parnamirim. O delegado responsável será Emerson Valente. A Polícia Civil informou que ele não comenta investigações em andamento.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.