BUSCAR
BUSCAR
Declaração
Marcius Melhem anuncia medidas judiciais contra Dani Calabresa e advogada
Primeira acusação a Melhem remonta a dezembro de 2019. A Globo fez duas investigações sobre o caso no início deste ano, que não resultaram em nenhuma condenação formal ao comediante
Redação/Uol
05/12/2020 | 09:54

O ator e diretor Marcius Melhem anunciou nesta sexta-feira, 4, que entrou com uma ação na Justiça contra a advogada Mayra Cotta, que representa seis mulheres que o acusam de assédio sexual, para que ela prove as denúncias. Melhem também declarou que fará uma interpelação judicial a Dani Calabresa, pedindo que ela confirme ou desminta relatos de assédio que teria sofrido, como mostrou reportagem da revista Piauí publicada na sexta-feira. As informações são do Uol.

A primeira acusação a Melhem remonta a dezembro de 2019. A Globo fez duas investigações sobre o caso no início deste ano, que não resultaram em nenhuma condenação formal ao comediante.

“Hoje eu entendo que tive comportamentos, atitudes, que não cabem mais. Entendo que fui, como homem, e é muito doloroso para mim dizer isso aqui porque me expõe, expõe minha família mais do que já estão expostas, minha ex-mulher, minhas filhas, mas estou aqui por uma questão de dignidade. Já não é uma questão de culpado, inocente, não ser ouvido, condenado, é uma questão de dignidade”, disse Melhem.

Melhem tirou licença em abril, para acompanhar o tratamento médico de uma filha, e deixou a Globo em agosto. Foram 17 anos de trabalho. Em nota, na ocasião, a emissora o elogiou, dizendo que “deu importante contribuição para a renovação do humor nas diversas plataformas da empresa”.

Em outubro, a jornalista Mônica Bergamo trouxe na Folha uma entrevista com a advogada Mayra Cotta, representante de 12 mulheres (seis vítimas de assédio sexual e seis testemunhas) que acusam Melhem.

Nesta sexta, o repórter João Batista Jr., na Piauí, informa que conversou “com duas vítimas de assédio sexual, sete vítimas de assédio moral e três vítimas dos dois tipos de assédio, o sexual e o moral”.

As acusações atingem, além de Melhem, diferentes instâncias da Globo que lidaram com o caso, aparentemente, sem o rigor necessário.

Melhem chefiou a área de humor da Globo nos últimos anos, sendo responsável pela criação de programas como “Zorra”, “Tá no Ar” e “Fora de Hora”, além do quadro “Isso a Globo Não Mostra”, exibido no Fantástico. Mais recentemente, também era responsável pela “Escolinha do Professor Raimundo”. Nenhum destes programas vai permanecer na grade da emissora.

Veja a entrevista exclusiva do Uol no link.

*Com informações do Uol.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.