BUSCAR
BUSCAR
Coluna
Marcelo Hollanda: Brasil tem sétimo maior gasto do mundo com servidores públicos numa lista de 74 países
Confira a coluna de Marcelo Hollanda desta quarta-feira 19
Marcelo Hollanda
19/05/2021 | 08:57

Mundo justo
De um lado, desemprego em massa, avanço da dívida pública e volta da inflação. De outro, o sétimo maior gasto do mundo com servidores públicos numa lista de 74 países: 12,9% do PIB. Os dados estão no painel do Tesouro Nacional a ser lançado brevemente.

Creme do creme
Não estamos falando de todos os funcionários públicos, mas de uma nata de servidores privilegiados em que o teto salarial de R$ 39,2 milhões é apenas um aperitivo para penduricalhos bem mais saborosos.

Do feio ao belo
Nos governos do PT os militares eram considerados os patinhos feios e o orçamento da Defesa era metade do Bolsa Família. Pois não é que o patinho feio virou mesmo um cisne?

Privilégio verde-oliva
Uma portaria do Ministério da Economia baixada recentemente assegura a militares da reserva e servidores civis aposentados em determinados cargos manter dupla remuneração, mesmo que ultrapasse o teto de R$ 39,2 mil.

Rindo a toa
Nesse ponto, sejamos justos, o Capitão saiu lucrando menos que o General, já que com a medida o presidente Jair Bolsonaro recebeu um aumento salarial de R$ 2,3 mil por mês enquanto o vice, Hamilton Mourão, generosos R$ 24 mil mensais.

E o Guedes?
É nesse clima de festa que o ministro da Economia, Paulo Guedes, pretende fazer prosperar no Congresso a reforma administrativa. Nesse caso, o interesse dele é apertar as regras sobre os milhares de servidores que precisam fazer jus à estabilidade.

Velho argumento
É ponto recorrente entre as fardas que militares não se aposentam e por isso as regras previdenciárias dos civis mortais não valem para eles.

Ah, eu quero!
Com as novas regras, a elite militar passa a receber 70 vezes o soldo dos recrutas, incluindo os da Reserva. Aliás, os que estiverem ocupando cargos no governo e há um monte deles nessa condição, comemorem. No próximo contracheque, o vice-presidente Hamilton Mourão receberá mais de R$ 63 mil e os ministros Braga Netto, da Defesa; Augusto Heleno, da Segurança Institucional e Luiz Eduardo Ramos, da Casa Civil, respectivamente, R$ 62 mil, R$63 mil e R$ 66 mil.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.