BUSCAR
BUSCAR
Trabalho
Má postura durante o home office pode causar problemas de saúde
Sem postura correta e mantendo atividades em locais sem estrutura adequada, as pessoas podem desenvolver várias doenças, como lombalgias, cervicalgias e dores articulares. Saiba se proteger
Jalmir Oliveira
03/08/2020 | 01:34

O home office é uma realidade para uma boa parcela dos potiguares. Impedidos de prosseguir com a rotina em escritórios ou outro local de trabalho, mais de 86 mil pessoas exercem hoje as funções dentro das próprias casas no Rio Grande do Norte, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

E, mesmo com a retomada das atividades econômicas no Estado, parte destes trabalhadores manterão de casa os afazeres diários, seja por questões sanitárias ou mesmo redução dos custos das empresas. O fato é que trabalhar em casa requer disciplina e manutenção das rotinas contratuais, mas também permite a liberdade de fazer atividades de forma mais livre – seja na cama, sofá ou mesa jantar.

Esta facilidade, no entanto, pode causar em problemas de saúde, pois ficar em uma mesma posição em móveis inadequados pode acarretar desconforto muscular, dores nas articulações, entre outras enfermidades decorrentes de uma péssima postura.

“É extremamente importante o cuidado com a postura durante o desenvolvimento das nossas atividades laborais, seja ela realizada em casa ou no ambiente de trabalho. Durante o período de pandemia praticamente todos os trabalhadores se viram obrigados a trabalhar de casa, mesmo que sem a mínima estrutura pra isso”, relata João Paulo Sá, professor do curso de fisioterapia da Universidade Potiguar (UnP).

Segundo ele, a posição utilizada para trabalhar diariamente é muito importante, pois a má postura pode afetar o rendimento profissional e, em alguns casos, ser responsável por problemas de saúde. “Com isso tivemos um elevado índice de queixas referente às lombalgias, cervicalgias e dores articulares”, reforça.

Ainda de acordo com professor, com a reabertura das atividades produtivas em diversos setores no Rio Grande do Norte, parte dos trabalhadores está retomando, aos poucos, a rotina diária. No entanto, pondera ele, estas pessoas devem tomar certos cuidados para manter a postura correta e garantir a ergonomia segura.

“O retorno às atividades tendem a ser mais tranquilos se partimos do pressuposto que o campo de trabalho já é adequado para cada funcionário. Caso o campo de trabalho não seja apropriado, podemos replicar as mesmas dicas do trabalho em casa. Além dos cuidados com a postura é extremamente importante que tenhamos o cuidado quanto a higienização, uso de máscara e distanciamento social”, detalha.

Como trabalhar em casa de maneira segura? Essa é uma pergunta que várias pessoas tem feito. O professor João Paulo Sá traz dicas que podem facilitar o serviço são as seguintes:

  • tentar trabalhar com as articulações em angulação de 90hraus (enviarei foto) para que diminua a sobrecarga articular das estrutura.
  • posicionar a tela do computador na linha dos olhos. (Mesmo que pra isso seja necessário ajustar a tela, uma dica prática é colocar alguns livros abaixo da tela)
  • o local precisa ter boa iluminação e ser arejado, a qualidade de visibilidade faz total diferença na qualidade do desenvolvimento das atividades laborais.
  • respeitar os horários de trabalho e realizar pausas durante a atividade. É importante que após 2/3hrs de atividade sentada, o profissional levante e de uma pequena caminhada (mesmo que seja para tomar uma água).
  • realizar alongamentos antes e depois das atividades pode ajudar, mas é importante o acompanhamento e indicação de um profissional, para que indique os exercícios apropriados para cada função e cada pessoa.
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.