BUSCAR
BUSCAR
Investigação
Kelps Lima: “Foram desviados 5 milhões do bolso do povo do RN”
Presidente da CPI da Covid afirma que Comissão vai ouvir mulher que fez delação premiada sobre respiradores
Adenilson Costa
14/09/2021 | 08:13

“O que se sabe e que já é público é que foram desviados 48 milhões de reais do bolso do povo nordestino, sendo 5 milhões do Rio Grande do Norte, que pretendia adquirir 30 respiradores. Há uma confissão, por parte de Cristiana Prestes Taddeo, de que pelo menos 12 milhões seriam para o pagamento de propinas destinadas a pessoas do Consórcio Nordeste e do quadro de funcionários do PT no governo da Bahia”. Foi com essas palavras que o deputado estadual e presidente da CPI da Covid-19 no RN, Kelps Lima (Solidariedade), detalhou nesta segunda-feira (13) em entrevista ao AGORA RN, a quantia de verbas públicas que estão sob investigação com indícios de fraudes em um dos contratos envolvendo o Consórcio Nordeste: a compra de 300 respiradores para o atendimento de pacientes vítimas do novo coronavírus, mas que nunca foram entregues.

Segundo o Kelps, A CPI da Covid-19 na Assembleia Legislativa do RN, convocou o secretário executivo do Consórcio Nordeste, Carlos Gabas, para depor no dia 6 de outubro sobre os milhões gastos na compra desses equipamentos, porém o presidente da CPI no RN, não descarta a probabilidade de que a oitiva de Gabas possa ser agendada para outra data: “É possível que até quarta-feira (15) a gente coloque a data um pouco mais para frente, tendo em vista que a senhora Cristiana Prestes também foi intimada e o ideal é ouvi-la antes dele, já que ela fez uma delação premiada no processo do escândalo da compra dos respiradores pelo Consórcio Nordeste”, explicou Kelps Lima.

De acordo com o presidente da CPI da Covid-19 no RN: “Nós já estamos com o endereço da senhora Cristiana Prestes Taddeo, já enviamos a intimação e estamos apenas aguardando resposta para agendar a data, mas queremos isso o mais rápido possível. Ela confessou o crime, em todos os seus detalhes, nós queremos apurar esses elementos no depoimento dela”.

Segundo Kelps, a quebra de sigilo bancário da Secretaria de Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap) começou a ser analisada nesta segunda-feira: “São dados sigilosos e a gente ainda não pode passar nenhuma informação ao público”, explicou.

De acordo com o deputado estadual, o trabalho da CPI será bastante útil para a sociedade potiguar, tanto para encaminhar punição a quem descumpriu a lei nos contratos de aquisição de equipamentos de enfrentamento a pandemia do novo coronavírus, como também para melhorar os procedimentos administrativos na Secretaria de Saúde do Estado e demais órgãos públicos: “Esperamos levantar provas e pedir o indiciamento ao Ministério Público Federal, Polícia Federal e ao Ministério Público Estadual, das pessoas envolvidas em atos de improbidade administrativa e corrupção, como também fazer sugestões, seja por meio de Projetos de Lei ou recomendações ao governo do Rio Grande do Norte, para melhorar os processos de compra, armazenamento e distribuição”, declarou.

Para Kelps Lima, a Comissão Parlamentar de Inquérito ainda tem uma longa caminhada pela frente: “Segue os meses de setembro, outubro e novembro solicitando documentos, pedindo quebras de sigilos, ouvindo depoimentos e, na primeira semana de dezembro, será apresentado e analisado o relatório da CPI”, detalhou Kelps.

Cronograma da CPI

Nesta semana, os trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid-19 no Rio Grande do Norte, vão focar no contrato entre o governo do Rio Grande do Norte e uma empresa para a prestação de serviços sanitários em ambulâncias durante a pandemia: “Quarta-feira (15) teremos depoimentos referentes ao contrato do Governo do Estado na aquisição de ambulâncias para transporte de pacientes com suspeita ou diagnosticados com o coronavírus. Já na quinta-feira (16) será uma reunião a portas fechadas, para análise de documentos”, finalizou Kelps Lima.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.