BUSCAR
BUSCAR
Tragédia
Itep tem 10 dias para emitir laudo sobre explosão em Mãe Luiza, em Natal
A tragédia ocorrida no domingo 7 vitimou fatalmente quatro mulheres que moravam nas casas atingidas
Redação
08/02/2021 | 12:36

O Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) confirmou ao Agora RN que tem 10 dias para emitir o laudo que busca desvendar o que causou a explosão em Mãe Luiza, na zona Leste de Natal. A suspeita é de que tenha sido de um botijão de gás, como o caso foi registrado inicialmente na ocorrência.

A tragédia ocorrida no domingo 7 vitimou fatalmente quatro mulheres que moravam nas casas atingidas. De acordo com a Polícia Militar, a explosão foi provavelmente causada pelo vazamento de um botijão de gás em um dos imóveis.

Ao todo, cinco casas desabaram. Outras quatro foram interditadas pela Defesa Civil de Natal em virtude do alto risco de desabamento. As família dessas residências receberão aluguel social da Prefeitura do Natal.

O caso

A explosão aconteceu por volta das 3h deste domingo 7, na 6ª Travessa João XXIII. De acordo com a PM, um botijão de gás de cozinha explodiu após vazamento. Com a força da explosão, pelo menos cinco casas desabaram e quatro mulheres foram encontradas mortas sob os escombros.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros do estado fez as buscas, com a ajuda de moradores. Foram identificadas Teresa Cristina da Silva, de 49 anos, e Taís Silva Batista de Oliveira, de 18 anos, que eram mãe e filha. Também morreram Maria das Graças Idelfonso e Luiza Belarmino de Oliveira, ambas de 57 anos.

Outras duas pessoas foram socorridas com vida ao Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel. Aldo Américo de Souza Filho, de 60 anos, e Márcia Maria Barbalho de Souza, 51, foram encaminhados para a unidade hospitalar e apresentavam condição estável de saúde até a tarde de domingo 7.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.